1. LIBERTO DA ESCRAVIDÃO

Em Babilônia, em prisão,

Estava Israel,

O povo santo de Sião,

Sofrendo dor cruel.

MAS, UM DIA, SE OUVIU,

OUE DO REI A VOZ SAIU

P’RA VOLTAREM DA ESCRAVIDÃO.

TODO POVO A JUBILAR,

COM AS HARPAS A CANTAR,

FOI EM BUSCA DE SIÁO.

2 “Cantai!” dIsseram os caldeus,

Os hinos de Sião,

Mas isto mais entristeceu,

Os filhos de Abraão.

3 Libertos foram lá por Deus

Da vil escravidão.

E toda alma se encheu,

De riso e gratidão.

4 Quão grandes coisas nos fez Deus!

Cantavam, já, então;

E qual um sonho pareceu

A volta p’ra Sião.

5 E neste mundo, qual Babel,

Há muitos em prisão,

Sofrendo uma dor cruel,

Sem ter consolação.

Mas, de Cristo se ouviu

Que de Deus, a voz saiu,

P’ra voltarem da escravidão.

Queiras isto aceitar,

Com a harpa vem cantar,

E, assim, volta p’ra Sião. P.L.M.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *