1. SAUDOSA LEMBRANÇA

1 Oh! que saudosa lembrança

Tenho de ti, ó Siâo,

Terra que eu tanto amo,

Pois és do meu coração.

Eu para ti voarei,

Quando o Senhor meu voltar;

Pois Ele foi para o céu,

E breve vem me buscar.

SIM, EU PORFIAREI

POR ESSA TERRA DE ALÉM;

E LÁ TERMINAREI

AS MUITAS LUTAS DE AQUÉM

LÁ ESTÁ MEU BOM SENHOR

AO QUAL EU DESEJO VER;

ELE É TUDO P’RA MIM,

E SEM ELE NÃO POSSO VIVER.

2 Bela, mui bela, é a esperança,

Dos que vigiam por ti,

Pois eles recebem força,

Que só se encontra ali;

Os que procuram chegar

Ao teu regaço, ó Sião,

Livres serão de pecar

E de toda a tentação.

3 Diz a Sagrada Escritura

Que são formosos os pés

Daqueles que boas novas

Levam para os infiéis;

E, se tão belo é falar

Dessas grandezas, aqui,

Que não será o gozar

A graça que existe ali.  A.N.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *