1. JERUSALEM DIVINA

  1. Jerusalém divina

Visão de paz ditosa,

De Cristo santa Esposa,

Radiante de esplendor;

Tens fontes cristalinas,

São vivos Teus altares

E os anjos, aos milhares,

Te cingem ao redor.

  1. Mansão do Rei bendito,

São doze Tuas portas

Que sempre são transpostas

Por seres imortais;

Teus livros têm escritos

Os nomes dos remidos;

Em ti, serão ouvidos

Os hinos celestiais.

  1. Teus santos moradores,

Um glorioso canto

Proferem ao Deus santo

Que já lhes perdoou;

Entoam mil louvores

A Cristo, qual cordeiro,

Que manso, num madeiro

Por eles se imolou!

  1. Ao mesmo Cristo amemos,

Ao mesmo Deus temamos,

Nós que por fé andamos,

Levando a sua cruz;

E prontos fruiremos,

Os teus umbrais passados,

Mil gozos preparados,

Na glória, com Jesus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *