1. AOS PES DE CRISTO PROSTRADOS

  1. De Cristo ressurgido,

Aos seus pés nos prostramos;

Com fé O adoramos,

Do mundo é o Salvador

Nós, crentes redimidos,

Por sangue já lavados,

Na graça bem guardados,

Temos de Deus favor!

  1. Tudo que nós sofremos,

Cristo já tem provado,

Ao pecador cansado,

Pode quer ajudar;

Oh! Quanta dor nós vemos,

Cristo na cruz sofrendo,

Com sede ali morrendo,

Para o mortal salvar!

  1. “Eu tenho sede”, exclama

O divinal Cordeiro,

Pregado no madeiro

Na cruz da maldição;

Oh! Quanto Cristo ama

O pecador perdido,

Pois sangue tem vertido,

Para lhe dar perdão!

  1. A nós, que santos somos,

Dá-nos a vera graça,

Para que assim se faça,

Em nos o Teu querer,

Na cruz achar nós fomos

Consolo abundante,

Graça de Deus bastante

E divinal poder!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *