1. RASGOU-SE O VÉU

1 Rasgou-se o véu, franca ficou a entrada;

Confiança temos. para ali entrar,

Onde a divina glória revelada,

Outrora não podíamos mirar;

Por Cristo, entrando, nada ali tememos;

A glória brilha, sem nos ofuscar;

Na luz estamos e permanecemos

Firmes, tranqüilos, sem mais vacilar.

2 Contigo ali, Senhor, nos encontramos,

Pois nos levaste já ao santo Pai,

Em cuja graça aceitos, sempre estamos,

Em cujo amor tão grande nos atrai

A Ti, o Filho – em Ti, ó bem Amado!

E só em Ti temos aceitação

E quem, no sangue estando já lavado,

Isento está da eterna perdição.

3 O Deus, a Ti de coração louvamos,

Pois de Ti nos quiseste aproximar,

Quando separados de Ti ficamos,

Por Tua lei divina, violar,

Teus santos seguidores, consagrados,

No sangue do bendito Salvador,

O culto e adoração Te apresentamos,

Porque nos chamaste, ó bom Senhor!  ***

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *