Pela ordem dos acontecimentos, este capítulo deveria
ser ocupado pelo Milênio. Porém, para uma melhor compreensão
do significado do pensamento, estudaremos antes:
As Dispensações e As Alianças.
Uma “ dispensação” é um período de tempo em que o
homem é experimentado em relação à sua obediência a alguma
revelação especial da vontade tanto permissiva
como diretiva de Deus. Na Bíblia podem discriminar-se
“ sete” dispensações:
1? – Da Inocência. 2? – Da Consciência. 3? – Do Governo
Humano. 4? – Da Promessa. 5? – Da Lei. 6? – Da Graça.
7? – Do Reino.(1″5)
a. Sua definição. A palavra “ dispensação” tem na
Bíblia vários métodos de aplicação. O termo, porém, vem
do latim (“ dispensatio” ), que quer dizer “ dispensar” ,
“ distribuir” .
É esta palavra que a “ Vulgata” usa para traduzir a
palavra grega (“ oikonomia” ), que significa “ a direção ou
manejo dos afazeres dos empreendimentos da vida” .1 3
Quando este termo é analisado do ponto de vista local, refere-se,
em alguns casos, não em todos, a “ um dispenseiro”
ou na acepção da palavra “ um mordomo” (Lc 16.2).
Com tal sentido 0 termo é visto nas seguintes passagens:
Lucas 12.42; 16.1,3: Romanos 16.23; 1 Coríntios
4.1,2; Gálatas 4.2; Tito 1.7; 1 Pedro 4.10: 10 vezes.
Em Romanos 16.23 é traduzido “ procurador” : em 1
Coríntios 4.1; Tito 1.7; 1 Pedro 4.10 é traduzido “ despenseiro”
; em Gálatas 4.2 é traduzido “ curador” , e nas passagens
de Lucas 16.1,3 é traduzido “ mordomo” .
b. Já o outro substantivo “ oikonomia” encontra-se
nove vezes na Bíblia. Em Lucas 16.2,3,4, é traduzido
“ mordomia” ; em 1 Coríntios 9.17; Efésios 1.10; 3.2,9; Colossenses
1.25 é traduzido “ dispensação” , sendo que, segundo
se depreende, tem o sentido probatório de Deus em
relação ao homem. Mas restritamente falando, existe “ uma
dispensação” para cada ser humano (cf. 1 Co 9.17).

fonte: Ecatologia Severino Pedro da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *