Letra da canção Êta povo abençoado – Andréa Fontes

 

Êta povo abençoado

Ê maravilha de Deus! Vocês ouvirão testemunhos de homens abençoados
E verão que não faz acepção de pessoas.

Eles vieram pra falar das suas vidas, pra contar pra toda gente, dos
milagres que Deus faz
Alguns saíram lá do bairro dos mais simples
Outros saíram do bairro médio e alto pra testemunhar do pai
Deixaram casas
Outros seus apartamentos, mansões, terras e fazendas
Pra falar do seu amado
A gente vê que eles estão mesmo felizes
Estão sorrindo (contente) | Eta povo abençoado!

Está abençoado (por Jesus)
Está abençoado (Ô, meu Deus! obrigado, meu Deus)
Está abençoado (Eta povo abençoado, abençoado pra valer)

Ouviremos um testemunho de um empresário
Conte a bênção empresário…
Vamos ouvir também a irmã Mariinha vindo lá do interior
Conte a benção irmã Mariinha…

Meus irmão, eu fui na cidade compra um remédio pro meu maridinho
e de vorta tinha um pastor pregando que era pra gente alevanta a mão e aceita Jesus como salvador
e disse que se agente orasse curava os otro e se tivesse morto vivia de novo ai eu alevantei minha mão aceitei e fui me imbora acreditando mermo naquilo cheguei em casa já era noite tava tudo escuro porta abrida, risquei um fósforo e acendi a lamparina e vi o Jô estendido no chão quetinho, quetinho mechi nele gritei pelo nome, Joãozinho, Joãozinho mas ele não me arespondeu aí eu vi que o Joãozinho estava morto e alembrei do que o pastor tinha dito passei a mão na chave apaguei a lamparina, tranquei a porta e escondi a chave no portal de cima e caminhei de volta pra casa do pastor.

Cheguei lá morta de cansada, o soluço não me deixava falar direito, com muita força eu disse pastor, ora pelo meu maridinho que ta morto e ele disse ora vc mesmo mariinha Jesus tbm ouve a tua oração aí ele se ajuelhou comigo e eu disse Jesus eu sou a Mariinha aquela que alevantou a mão agorinha mermo agora eu to te pedindo vá, vá La em casa fazer o meu maridinho viver de novo, mas Jesus toma cuidado quando for passar naquela ponte velha pro senhor não cair, o riacho é fundo. chegando lá a chave está escondidinha no portal de cima aí eu me adispedi do pastor me alevantei e tomei o caminho de vorta pra casa, cheguei lá pelas 4 da madrugada, de longe avistei minha casinha, lamparina acesa, me aconcheguei bati na porta e gritei quem ta aí uma voz disse empurra a porta Mariinha só esta encostada aí eu conheci que era a voz do meu Joãozinho aí eu entrei e dei um abraço e ele disse: tu viu o doutor, eu disse eu não ele disse pois saiu daqui agorinha mermo todo de branco aí eu entendi tudo e disse Joãozinho, foi Jesus, foi Jesus foi eu que pediu pra ele vim aqui, contei toda a história ele se ajoelhou chorando alevantou a mão e aceitou Jesus como salvador, e eu estou muito abençoada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *