A Igreja de Jesus C risto dos Santos dos Ú ltim os Dias foi fundada p o r Joseph Sm ith Jr. (1805-
1844), em 1830, em Nova York, nos Estados U nidos da Am érica. Segundo Sm ith, Jesus lhe teria
aparecido e dito que todas as igrejas estavam desviadas da verdade e que ele seria usado para restaurá-las.
A sede desta seita encontra-se em Salt Lake City, U tah. EUA.
Ao m esm o tem po em que os m órm ons dizem crer na Bíblia com o Palavra de Deus, afirm am
que ela foi d eturpada pelas traduções. Por ou tro lado, crêem no Livro de M órm on (texto sagrado
para eles) e no livro A pérola de grande valor, além das revelações constantes de seus profetas e
apóstolos.
Seu conceito sobre Deus é extrem am ente exótico. Vejamos. Deus Pai existiu com o hom em
para chegar a ser Deus. Teve corpo físico e tam bém um a esposa (a “m ãe celestial”). N ão há T rindade,
mas, sim, um triteísm o. O u seja, o Pai, o Filho e o Espírito Santo são três deuses separados,
apesar de afirm ar que a pessoa do Espírito Santo nem sem pre teve um a definição exata. A lgum as
vezes, descreve o Espírito Santo com o sendo um a substância líquida (ou um tipo de fluido), p o r
m eio da qual o Pai exerce sua influência. O s hom ens dignos podem , um dia, ser deuses.
Jesus é um D eus separado do Pai (Elohim). Foi criado com o um filho espiritual pelo Pai e
pela m ãe no céu. É o “irm ão m ais velho” de todos os hom ens e seres espirituais, inclusive de Lú-
cifer. Seu corpo foi gerado pelo ato sexual entre Elohim (que tam bém é identificado com Adão)
e M aria. Jesus foi casado e M aria M adalena é um a de suas esposas, bem com o as m ulheres referidas
em Lucas 8.1-3.
Tal posicionam ento só teve um objetivo: justificar a poligam ia, prática que fez parte da d o u ­
trin a m órm on d u ran te m uito tem po, sendo suprim ida pelas leis civis.
A m orte de C risto na cruz não proporcionou a expiação com pleta p o r todos os pecados, apenas
a ressurreição para todos. Som ente pela obediência aos m andam entos e ordenanças da Igreja
de Jesus C risto dos Santos dos Ü ltim os Dias o hom em alcança a salvação.
Os m órm o n s crêem que serão ressuscitados pela graça, m as salvos (exaltados à divindade)
pelas obras, principalm ente pela lealdade aos líderes, pelo batism o po r im ersão, pelo ato de dizim
ar, pelas ordenanças, pelo m atrim ônio e cerim ônias secretas no tem plo.
O s adeptos do m orm onism o não podem ingerir álcool, café ou chá. O tabaco tam bém é extrem
am ente proibido. D efendem o batism o em nom e dos m ortos, sendo que, para isso, organizam
extensas genealogias, a fim de salvarem seus antepassados p o r m eio desse ato. Fazem intenso
trabalho m issionário e visitas de casa em casa. Som ente os m em bros de bom testem unho podem
participar das cerim ônias secretas no templo.
Seus adeptos contam com um a rede de assistência social m uito am pla. Até 1978, os negros
não tiveram acesso ao sacerdócio m ó rm o n e não puderam participar de o u tros privilégios. Mas,
depois dessa data, as restrições aos negros ao sacerdócio deixaram de existir.

FONTE: APOLOGETICA ICP

2 opiniões sobre “Mormonismo”

  1. Obrigada por publicar algo sobre minha religião Cristã. Vou citar apenas algumas (e existem muitas) das infelizes inverdades neste texto, porém se quiser saber mais, pode entrar em contato comigo. Por exemplo no final onde é citado sacerdócio Mórmon… o sacerdócio do qual os homens dignos são portadores, é o mesmo Sacerdócio que Jesus Cristo possuiu. Outra questão é sobre Jesus Cristo ter sido casado. Em nenhum momento é defendido esta tese, principalmente que era casado com várias mulheres. Jamais afirmamos que Elohim foi Adão ou que Jesus foi gerado através de ato sexual de Deus a mãe celestial. Cremos que a Expiação de Jesus Cristo começou no Getsêmani quando suou sangue e terminou na crucificação. A Igreja foi fundada e organizada por Jesus Cristo quando esteve na terra. Temos a mesma organizou que Ele orientou, conforme a bíblia ensina, por isso tem o nome revelado e dado Por Ele: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Temos reuniões todos os domingos onde “todos” são bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *