era o orgulho militar dos filisteus da Antiguidade. Está situada sobre
uma colina baixa e de forma arredondada, 14 km a noroeste da antiga Ascalom e 5,6 km a sudeste da moderna colônia judaica de Asdode. O montículo ocupa uma área de aproximadamente 40,5 ha, que contém uma acrópole bem definida e uma cidade mais
abaixo. Quando capturaram a arca da aliança, os filisteus trouxeram-na para Asdode e a colocaram no templo de Dagom. Na manhã seguinte, o povo ficou profundamente impressionado ao saber que Dagom havia sido encontrado prostrado em terra diante da
arca de Deus (1Sm 5:3). Isaías relata que Sargom (705-721 a.C.), rei da Assíria, enviou Tartã, seu general, para tomar a cidade de Asdode (Is 20:1). Alguns críticos colocavam em dúvida essa afirmação, porque a história secular não faz qualquer menção a esse rei.
Porém, em 1842, Paul Emile Botta escavou a cidade de Corsabad e encontrou um
cilindro octogonal com os seguintes dizeres sobre o rei Sargom: “Em minha nona expedição à terra que está ao lado do grande mar, à Filístia e a Asdode eu fui […] as cidades de Asdode e de Gimzo dos asdodeus, eu sitiei e capturei”.
Heródoto relata que o faraó Psamético I (610-633 a.C.) sitiou Asdode durante 29 anos, antes de submetê-la ao domínio egípcio. Filipe, o evangelista, foi a Asdode (chamada
Azoto nesse tempo), depois que batizou o eunuco etíope (At 8:40). Em 1962, enquanto Moshe Dotan e David Noel Freedman realizavam escavações em
Asdode, descobriram vinte níveis de estratos de vários assentamentos, o que indica uma ocupação contínua desde o século XVII a.C. até o final dos tempos bizantinos. Nos três estratos filisteus (XII-XI), foram encontrados uma porta de uma cidade, um templo,
restos de casas, celeiros, lagares, fornos, ferramentas agrícolas, instrumentos de guerra e
selos inscritos em um idioma desconhecido. A escavação confirmou o registro bíblico da destruição de Asdode por Uzias, rei de Judá (2Cr 26:6). Também descobriu
esqueletos de 3 mil homens, mortos durante a conquista da cidade por Sargom. Um fragmento da chamada coluna de Sargom, que ele construiu no ano 712 a.C., é prova adicional desse fato. Ver tb: 1Sm 5:3, 2Cr 26:6, Ne 4:7, Is 20:1, Am 1:8, Sf 2:4, At 8:40

 

fonte: BIBLIA THOMPSON

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *