Nos anos de 1990, profetas do terror espalharam a notícia de
que o código de barras impresso em alguns produtos continha o
número 666 e era o sinal da Besta. Muitos LPs, fitas cassetes e de
vídeos, livros e apostilas sobre o assunto foram vendidos por palestrantes
oportunistas a cristãos incautos. Mas a onda passou. E
hoje os códigos de barras estão presentes nos livros, CDs e DVDs
evangélicos, em todos os produtos que compramos nos supermercados
e até nas credenciais de ministros do evangelho.
Segundo os proponentes da escatologia aterrorizante, o plano
da maçonaria, dos illuminatis e dos bilderbergs é o de dominar
o mundo e estabelecer a Nova Ordem Mundial. Para fazer isso,
já estariam usando o Google, empresa que mantém a mais eficaz
ferramenta de pesquisa na Internet, além de outros sites bastante
úteis. Ela estaria cooperando clandestinamente com a CIA e conduzindo
pesquisas nas áreas da biologia molecular e genética.
Assisti a um vídeo, produzido pelo principal propagador da escatologia
do terror no Brasil, em que ele afirma: “O Google serve
aos propósitos da Nova Ordem Mundial e obterá o controle total
das informações das pessoas”. De acordo com essa denúncia, o
gigante da Internet estaria oferecendo tudo de graça para receber
em troca os valiosos dados de pessoas do mundo todo, a partir dos
quais criaria dossiês incrivelmente detalhados de cada uma delas.
Estou preocupado… Gosto muito do Googie Chrome, o mais
popular site de navegação do mundo desde o fim de 2011. Tenho
também dois blogs — o Blog do Ciro e o Pastor Ciro Responde —,
hospedados no Blogger, que é do Googie. E possuo três perfis no
Orkut e um canal de vídeos no YouTube, ambos os sites pertencentes
à mesma empresa. Tenho contas no Twitter e no Facebook, que
ainda não são do Googie, mas há rumores de que este lançará mão
de bilhões de dólares para comprar, de uma só vez, as duas redes
sociais mencionadas e o MySpace.
Não bastasse isso, se o leitor digitar o meu nome na caixa de
busca do Googie, milhares de ocorrências aparecerão. Meu Deus!
Acabei de descobrir que estou sendo controlado pelo Googie e, por
consequência, sob o domínio dos bilderbergs! Será que, mesmo
sem saber, estou contribuindo para a implantação da Nova Ordem
Mundial? O que eu faço? Estou aterrorizado. Devo excluir meus
blogs e contas do Googie agora mesmo? Ou seria melhor jogar os
meus notebooks no lixo e nunca mais usar um computador? Eu
poderia usar apenas os produtos da Apple, mas os pregadores do
terror afirmam que o saudoso Steve Jobs também estava a serviço
dos “senhores do mundo”.
O que devo fazer? Volto a usar máquina de datilografar? Afasto-me
da mídia eletrônica? Mas espere um pouco… O pregador do
terror que acusa o Googie de exercer controle total sobre todos
usa o YouTube para divulgar os seus vídeos! Ora, ele não sabe que,
desde outubro de 2006, esse site pertence ao Googie? Ou ele também
está a serviço das treze famílias illuminatis que comandam os
governos do mundo?
Como se vê, a escatologia aterrorizante baseia-se em teorias
da conspiração, invencionices e factoides. Prefiramos a escatologia
bíblica, que não aterroriza nem manipula. Ela apresenta toda
a verdade acerca do futuro revelada na Palavra de Deus, para
que os servos do Senhor estejam esperançosos, vigilantes e cada
vez mais preparados para o Arrebatamento da Igreja (Tt 2.14; 1
Ts 4.16-18).
A TV, o DVD, o blu-ray, o rádio, os satélites, a Internet, a Apple,
a IBM, a Microsoft, o Google, as redes sociais, o computador pessoal,
a telefonia celular, o smartphone, o tablet, etc. estão à disposição
de todas as pessoas, com boas e más intenções. O Anticristo,
quando se manifestar, usará todos os recursos tecnológicos para
governar o mundo e enganar a muitos. Mas não precisamos hoje
ficar aterrorizados com os avanços científicos e tecnológicos. Vale
a pena dar ouvidos aos pregadores do terror e viver com medo,
desconfiando de tudo e de todos, pensando até que pastores estão
a serviço dos bilderbergs?
Não nego — repito — a influência das sociedades secretas nos
bastidores de muitos governos, empresas e organizações. Contudo,
asseverar que todos os governos, todas as religiões e seitas, todas
as organizações não governamentais e empresas, todas as igrejas
evangélicas e, ainda, todos os recursos tecnológicos estão a serviço
dos bilderbergs, illuminatis e maçons, que implantarão a Nova
Ordem Mundial para a chegada do Anticristo, é um exagero sem
tamanho, uma acusação sem fundamento.
Há irmãos tão assustados que até rótulo de garrafa de
Coca-cola arrancam para, com muito esforço e de trás para frente,
ler a frase: “Alô, Diabo”. Procuram símbolos disto e daquilo, aqui
e ali, acreditando em teorias da conspiração sobre o domínio da
Besta. Mas a maior necessidade dos servos de Deus, nesses
últimos dias, é ter a certeza de que está preparado para o
Arrebatamento da Igreja, o qual ocorrerá antes da manifestação
pessoal do Anticristo. Não há motivo para desespero, pois a
Segunda Vinda é descrita no Novo Testamento como a nossa
“bem-aventurada esperança” (Tt2.13).
Em resumo, os pregadores do terror se opõem à Bíblia, a ponto
de afirmarem que ela não é a Palavra de Deus. Negam a sua inspiração
plenária. Adotam posturas anticristãs, antissemitas e contrá­
rias ao governo. E, ainda, acusam os pastores e igrejas evangélicas
de fazer o que eles mesmos praticam: a falsificação da Palavra (2
Co 2.17). Vale a pena acreditar neles? O que precisamos mesmo
é estar preparados para aquele grande Dia, atentando para o que

disse o Senhor Jesus: “Vigiai, pois, a todo o tempo, orando, para
que possais escapar de todas estas cousas que têm de suceder, e
estar em pé na presença do Filho do homem” (Lc 21.36, ARA).

fonte: Erros Escatológicos que os Pregadores Devem Evitar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *