Um famoso telemissionário costuma dizer à sua platéia: “Meu irmão,
agora eu vou orar por você. Ponha a mão na sua cabeça”. Em seguida, ele
diz: “Demônio que está neste corpo, pegue o que é seu e saia”. Pode um
crente, salvo em Jesus Cristo, ficar endemoninhado? Têm os agentes do mal
alguma influência sobre a vida dos servos de Deus?
Segundo a Bíblia, o Diabo pode agir na vida de uma pessoa por
possessão ou por influência. Possessão é o estado de quem está
endemoninhado. Já a influência ou a opressão é o ato ou o efeito de oprimir
ou exercer pressão sobre alguém, a fim de induzi-lo a alguma atitude
contrária à vontade de Deus.
Só pode ficar possessa uma pessoa que nunca teve ou perdeu o
Espírito de Deus em sua vida. Para a ciência, dois corpos não podem ocupar
o mesmo espaço ao mesmo tempo, o que também se aplica espiritualmente:
“E o Espírito do Senhor se retirou de Saul, e o assombrava um espírito mau
da parte do Senhor” (1 Sm 16.14). Note: quando o Espírito saiu de Saul, um
espírito maligno, com a permissão de Deus, passou a agir imediatamente
nele.
Não há como alguém estar possuído pelo Espírito Santo e por espíritos
malignos, ao mesmo tempo (Jo 8.49; 1 Jo 4.4). O que pode ocorrer é uma
pessoa que tem o Espírito ser oprimida, influenciada por demônios, induzida
ao erro. Não foi o que aconteceu com Pedro? Depois de ele ter feito uma
importante declaração, o Diabo, por influência, o induziu a dar a Jesus um
conselho nada condizente com a vontade de Deus (Mt 16.16,22,23).
Um cristão autêntico, se não vigiar, pode até sofrer opressão,
influência, mas não ficar possesso por demônios, a menos que se desvie do
Senhor, tornando-se um ímpio, maldizente, desviado, soberbo, desobediente
à Palavra, etc. Em resumo, só podem ser possuídas por demônios pessoas
que ainda não foram salvas por Jesus Cristo ou os crentes que apostatam da
fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios (1 Tm
4.1).

 

fonte: Mais Erros que os Pregadores Devem Evitar – Ciro Sanches Zibordi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *