Origem e primeiros anos. Nada se sabe sobre a parte inicial de sua vida. Aparece pela primeira vez nas Escrituras com quinhentos anos de idade. Seu bisavô Enoque foi homem extremamente piedoso e, pela graça divina, escapou da morte. Foi trasladado, Gn 5:22-24; Hb 11:5. Seu avô Matusalém foi o homem que mais viveu, Gn 5:25-27. Seu pai chamava-se Lameque, aparentemente homem religioso, que deu ao filho o nome que significa “descanso”, Gn 5:29.
 
 Condições da sociedade na época. Noé viveu em uma época irremediavelmente corrupta. A humanidade tornara-se tão depravada que o Senhor determinou destruir a raça humana, Gn 6:1-7. Em meio a essa escuridão moral, a vida de Noé brilhou com sua justiça, Gn 6:8,9.
 
Seu chamado. Devido à maldade então existente, Deus revelou a Noé que enviaria um grande dilúvio a fim de exterminar o homem da face da terra.
 
 Deus encarregou-o de realizar uma tarefa estranha e impossível do ponto de vista humano. construir um imenso barco para preservar a vida da família e de certas espécies do reino animal. A magnitude de tal tarefa é difícil de entender. Noé estava rodeado de incrédulos malvados que riam de seu trabalho. Converteu-se em motivo de zombaria. No entanto, manteve a fé e continuou o trabalho ano após ano, tarefa que para os vizinhos parecia indicar que ficara louco.
 
Considerando seu meio ambiente, a grandiosidade da obra para a qual foi chamado e tantos anos de trabalho árduo, destaca-se como insuperável, ou talvez inigualável, entre todas as personagens bíblicas com fé persistente. A arca. Não é possível determinar com exatidão as dimensões da arca, pois estão especificadas em côvados antigos. Para nossos cálculos, consideramos a medida de 45 cm. (Quanto ao tempo investido na construção, comp. Gn 5:32 com 7:6.)
 
Noé aparentemente admoestava o povo enquanto trabalhava na arca, 2Pe 2:5. 
 
Os dias imediatamente anteriores ao Dilúvio. A reunião dos animais e a entrada de Noé e sua família na arca, Gn 7:1-16. O Senhor fecha a porta da arca, Gn 7:16.
 
 A ARCA
 
Acontecimentos durante e depois do Dilúvio. A duração do dilúvio, Gn 7:24; a diminuição das águas, 8:3; o repouso da arca sobre a terra, 8:4; o envio das aves, 8:6-12; a saída da arca, 8:15-18. 
 
Noé edifica um altar e oferece um sacrifício, 8:20; é honrado por um pacto eterno, 9:9- 17; planta uma vinha e cede à tentação, 9:21; morre, 9:28,29. (Outras referências, v. 2826.) 
 
Ver tb: Gn 5:29, Gn 6:8, Gn 7:1, Gn 7:13, Gn 8:1, Gn 8:20, Gn 9:1, Gn 9:17, Gn 9:29, 1Cr 1:4, Ez 14:14, Lc 17:26, Hb 11:7, 2Pe 2:5 
 

fonte: BIBLIA THOMPSON

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *