era a cidade em que viviam Marta, Maria e Lázaro. Seu nome atual
é el-Azariyeh (“o lugar de Lázaro”). Está situada 3 km a leste de Jerusalém, na ladeira
oriental do monte das Oliveiras. As ruínas mais antigas constam de uma tumba em
forma de cova, que alguns afirmam ser o sepulcro de Lázaro. Há também ruínas de duas
edificações, as quais alguns guias afirmam aos turistas (sem qualquer base histórica)
serem as ruínas da casa de Simão, o leproso, e a casa de Marta, Maria e Lázaro.
A suposta “tumba de Lázaro” é uma caverna à qual se chega por meio de uns 25
degraus. É pouco provável que tenha relação com a sepultura de Lázaro, ainda que seja
apontada como tal desde o ano 300 d.C. As ruínas em forma de torres gêmeas
conhecidas como a casa de Simão, o leproso, onde Jesus foi ungido com um perfume
caríssimo (Mc 14:3-9), são de origem medieval. É também improvável que as ruínas
sem teto apontadas como o lugar em que Marta “o recebeu em sua casa” (Lc 10:38) seja a mesma casa que Jesus e seus discípulos visitavam com freqüência em Betânia.
Todavia, essas três ruínas comemoram incidentes sagrados na vida de nosso Senhor.
Ver tb: Mt 21:2, Mt 26:6, Mc 11:11, Mc 14:3, Lc 10:38, Lc 19:29, Jo 11:18, Jo 12:1

fonte: BIBLIA THOMPSON

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *