Encontrei no site de relacionamentos Orkut, na Internet, o currículo de
um super-pregador, que se diz avivalista: “Prepare-se para receber uma
transferência de unção! Deus tem levantado uma geração de avivalistas
extravagantes, pessoas como você e eu que renderão seu espírito numa
dimensão mais profunda ao Espírito Santo de Deus, a fim de sermos agentes
mobilizadores de avivamento em nossas cidades”.
Tratarei do chamado avivamento extravagante em outro capítulo, mas
o tal pregador citou algo que tem ocorrido em algumas reuniões do reteté:
transferência de unção. Pessoas se abraçam fortemente; algumas ficam
literalmente grudadas; outras encostam as suas testas umas nas outras; e há
aquelas que caem ao chão movimentando-se violentamente.
Os defensores desse modismo aberrante argumentam de modo
equivocado que Moisés transferiu a sua unção para setenta anciãos. Na
verdade, Deus usou o seu servo como um canal para dar a outros setenta
homens a sua (de Deus) unção, por assim dizer, como se lê em Números
11.16,17. Observe que a capacitação proveniente do Espírito, que é
imensurável, foi partilhada pelo próprio Deus com os servidores de Moisés.
E disse o SENHOR a Moisés: Ajunta-me setenta homens dos
anciãos de Israel, de quem saber que são anciãos do povo e seus
oficiais; e os trarás perante a tenda da congregação, e ali se
porão contigo. Então, eu descerei, e ali falarei contigo, e tirarei
do Espírito que está sobre ti, e o porei sobre eles; e contigo
levarão a carga do povo, para que tu sozinho o não leves.
Não há na Palavra do Senhor apoio algum para a tal transferência de
unção. Trata-se de um modismo perigoso. Deus até nos confere poder do
alto através da intercessão de seus verdadeiros servos, obedientes à Palavra
(2 Tm 1.6; At 5.12; 8.17-19), mas nunca por meio de espetáculos de superpregadores
soberbos, antiéticos, amantes do dinheiro, que agem segundo o
que pensam e sentem, desprezando a vontade de Deus (Mt 7.21-23).

 

fonte: Mais Erros que os Pregadores Devem Evitar – Ciro Sanches Zibordi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *