8.Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados;

9.perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos;

10.trazendo sempre por toda parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossos corpos.