Dependendo do contexto, essa frase pode apenas
refletir os sentimentos do adulto no momento, mas se for
usada para pequenas coisas e com frequência, levará a criança
a pensar que ela não é o que os pais desejavam, provocando
um sentimento de inadequação e de rejeição.
É importante lembrar que a criança passa muitos anos
desejando atender às expectativas dos pais. Essas expectativas
devem ser mais ou menos claras e, obviamente, dentro dos
limites da realidade. Exigências absurdas, como querer que
seu filho seja sempre o primeiro da classe ou o melhor
esportista, por exemplo, tendem a aumentar a frustração. Há
inúmeros casos de adolescentes deprimidos por não serem o
que os pais esperam deles. Isso costuma ocorrer porque as
expectativas dos pais são altas demais.
Dizer a um filho que está muito decepcionado com ele
passa a ideia de uma brusca interrupção da amizade e do amor
que existe entre vocês. Ele terá a impressão de que um grande
abismo agora os separa, pois houve motivo para uma grande
decepção. Isso é o que ficará registrado na mente da criança.

Consequências
Um sentimento de rejeição irá se instalar no coração
de quem ouve essas palavras. A criança imaginará que passou
dos limites e estragou em definitivo o relacionamento com os
pais, sem nenhuma possibilidade de restaurar os vínculos que
os uniam.
A impossibilidade de corresponder às expectativas dos
pais será frequente, e o desespero de se sentir abandonado em
suas afeições começará a se tornar realidade. Ela se culpará
pela incapacidade de ser agradável e começará a odiar a si
mesma.

O que dizer?
Com toda a firmeza, diga ao seu filho: “Não concordo
com o que você fez, é preciso rever a situação imediatamente” ou “Precisamos conversar sobre o que aconteceu.
Para seu bem, não vou permitir que isso venha a se repetir”.
Acrescente a isso o que for adequado à situação,
tratando o caso de maneira positiva. Assim, estará permitindo
que seu filho avalie a imprudência, o erro que cometeu, sem
entrar em desespero. A criança perceberá que é amada, já que
você fez a separação entre ela e o ato praticado.
Em seguida, procure a melhor maneira de resgatar o
senso de responsabilidade de seu f ilho. A criança saberá que
infringiu regras, que não foi bem, porém terá certeza de que
continua sendo amada. Isso lhe dará forças para melhorar e
atender às expectativas dos pais.

FONTE: 50 Coisas que os pais nunca
devem dizer aos filhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *