À medida que vão crescendo, os filhos começam a
perceber que seus pais não são infalíveis. A constatação das
limitações paternas é a despedida do período das fantasias e
da ingenuidade. É o início da fase do amadurecimento, e isso
é bom.
Dizer-lhe que você sempre tem razão é reivindicar um
atributo que ninguém possui: a infalibilidade. E não é só isso.
Você está impondo sua vontade e seu pensamento com um
grau de certeza que impede qualquer questiona-mento. Com
isso, você subtrai à criança a possibilidade de ela testar o
próprio raciocínio. E quando você estiver errado? Como acha
que seu filho fará essa avaliação?

Consequências
Impedir seu filho de questionar determinadas coisas
corresponde a podar-lhe o direito de opinar e de ter iniciativa.
Isso pode gerar timidez e incapacidade de contestar, mesmo
quando necessário. Na vida adulta, se tornará passivo à
injustiça, inibido ao contraditório e sem ânimo para a
argumentação. Na escola, na equipe de pesquisa, no grupo de
trabalho, na reunião de condomínio ou quando for necessário
não emitirá opinião. Será incapaz de exercer várias profissões,
principalmente as que exigem a habilidade do arrazoamento e
da discussão: advocacia, promotoria, vendas, marketing,
investigação e outras. Essa inabilidade é subproduto do medo
de estar errado, pois os outros “sempre estão com a razão”.

O que dizer?
Em vez de passar a ideia de que é infalível, diga ao seu
filho: “Quando eu disse que isso iria acontecer, estava muito
convicto, por isso falei”. Ou então: “Você não quis me ouvir,
agora precisa resolver o problema criado por você mesmo”.
Quando afirmar suas convicções, permita a argumentação.
Dê ao seu filho as explicações necessárias e ouça o
que ele tem a dizer. Diante de um eventual fracasso, depois do
alerta dado por você, não traga à tona a previsão nem o erro
cometido. Chame-o para conversar. Dê-lhe espaço para o
perdão, para o recomeço e para a correção de rumo.
Mais tarde, ele também saberá conversar com seu
cônjuge e com seus filhos, amigos, patrões e colaboradores

FONTE: 50 Coisas que os pais nunca
devem dizer aos filhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *