Lição 03 – Fé para Crer que Deus Existe

Jovens 4° Trimestre de 2023


15 de outubro de 2023

TEXTO PRINCIPAL

   “Sabei que o SENHOR é Deus; foi ele, e não nós, que nos fez povo seu e ovelhas do seu pasto.” (SI 100.3)

RESUMO DA LIÇÃO 

   Cremos no Deus Pai e que Ele é galardoador dos que o buscam.

LEITURA SEMANAL

SEGUNDA – Is 66.6 A voz de Deus 
TERÇA – SI 19.1 Os céus manifestam a glória de Deus 
QUARTA – Jo 4.24 Deus é Espírito 
QUINTA – l Tm 1.17 Deus é imortal, invisível e único 
SEXTA – Jo 1.8 Deus jam ais foi visto 
SÁBADO – Is 45-15 O Deus de Israel, o Salvador

OBJETIVOS 

1- APRESENTAR as doutrinas que creem na existência de Deus e as que negam;
2- EXPLICAR no que cremos a respeito de Deus; 
3- COMPREENDER que Deus é a razão de tudo

INTERAÇAO

    Prezado (a) professor (a), nesta Lição estudaremos a respeito da existência de Deus. Veremos que a Bíblia não tenta provar a existência do Todo-Poderoso, pois tal verdade é um fato. Deus é real e criou todas as coisas mediante o poder de sua palavra (Gn 1.1), Mas, Ele não somente criou e mantém todas as coisas, Deus continua a intervir nos negócios humanos e somente os néscios podem afirmar que Ele não existe (Sl 53.1). Nós cremos na verdade de que existe um Deus pessoal e infinito, que nos capacita para resistir a incredulidade e as muitas teorias que tentam anular a nossa fé. O Senhor é poderoso, pessoal e deseja ter um relacionamento conosco. 
 

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA 

    Sugerimos que você inicie a aula escrevendo no quadro a seguinte indagação: “Quais são os obstáculos que enfrentamos ao revelar, fora da igreja, e junto aos não cristãos que cremos no Deus Pai?” Em seguida divida a turma em grupos e dê um tempo para que, juntos, os alunos discutam a questão. Depois, reúna os alunos formando um único grupo. Ouça as respostas e faça as considerações que achar necessárias, em seguida explique que a Bíblia não procura provar a existência de Deus, Ela já inicia com a seguinte afirmativa: “No princípio, Deus” (Gn1.1). Diga que a existência de Deus é revelada mediante a humanidade por intermédio da criação, “os céus manifestam a glória de Deus” (Sl 19.1). O Deus Pai pode ser conhecido mediante os seus atos criativos.

TEXTO BÍBLICO

Salmos 139.1-12 

1. Senhor, tu me sondaste e me conheces. 
2. Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. 
3. Cercas o meu andar e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. 
4. Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces. 
5. Tu me cercaste em volta e puseste sobre mim a tua mão. 
6. Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta, que não a posso atingir.
7. Para onde me irei do teu Espirito ou para onde fugirei da tua face? 
8. Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também; 
9. se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, 
10. até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá. 
11. Se disser: decerto que as trevas me encobrirão; então, a noite será luz à roda de mim. 
12. Nem ainda as trevas me escondem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa.

INTRODUÇÃO 

      Os textos bíblicos não tentam provar a existência de Deus, pois ela é tão real e visível quanto a sua criação e a consciência do ser humano. Entretanto, muitos continuam seguindo o ateísmo e as Escrituras Sagradas denominam estes de néscios (Sl 53.1). Deus é real e Ele se revela a nós mediante suas obras e a sua Palavra (Gn 1.1). O que, ou quem trouxe tudo à existência? Deus! 
 

I- DOUTRINAS QUE CREEM NA EXISTÊNCIA DE DEUS E AS QUE A NEGAM 

   1.0 que é o Teísmo. De acordo com 0 Dicionário Teológico, Teísmo é “uma doutrina que, baseada na teologia natural e na teologia revelada, admite a existência de um Deus pessoal Criador e Preservador de tudo o que existe, e que, em sua inquestionável sabedoria, intervém nos negócios humanos.” A fé cristã nos leva a acreditar na doutrina teísta.
A Bíblia é a Palavra de Deus, por isso ela revela a realidade do Senhor. Logo, Jesus é o Filho de Deus e, consequentemente, há salvação e vida eterna. Note quanta doutrina está implicada com a realidade de Deus. 
     2.0 que é o Ateísmo. Em oposição à Doutrina Teísta, vemos o Ateísmo, uma doutrina que nega de maneira sistemática a existência de Deus. O Ateísmo pode assumir várias formas. Vejamos as três mais conhecidas:
a) especulativo: é um sistema filosófico que explícita ou implicitamente, exclui a realidade de Deus.
b) prático: é a atitude daqueles que dizem crer, mas na realidade vivem como se não cressem, numa plena indiferença religiosa e em uma vida completamente materialista, desprovida de qualquer compromisso com Deus e
c) militante: é o ateísmo ativo, agressivo, que declara guerra intelectual contra Deus e procura construir uma atitude antirreligiosa. O ateísmo marxista é militante, pois critica a religião sob todos os pontos de vista e em todas as épocas,

3. Uma argumentação clara.

     Cremos em um Deus imanente e transcendente. Imanente significa que Ele está perto de nós o suficiente para nos ouvir e ter comunhão conosco (Fp 4.5). Transcendente significa do que está em si mesmo, e não transmite a outrem. Deus acima e além de todas as coisas. O Criador está presente no Universo mediante os seus atributos: onipresença, onisciência e onipotência e por intermédio de seus atributos morais. Na transcendência temos a compreensão de que Deus é infinitamente maior do que a criação e as criaturas (Hb 1.10-12).
Mesmo depois de redimido do pecado, o ser humano deve colocar a sua fé e dependência sempre em Deus, pois Ele tudo sabe e tudo vê. 
 
PENSE! 
     Por que algumas pessoas, mesmo depois de comtemplarem a beleza da criação, não acreditam no Criador? 
 
PONTO IMPORTANTE! 
    Deus é real e a criação revela a sua magnitude e esplendor. 
 

SUBSÍDIO 1

    “Nossa maneira de compreender a Deus não deve basear-se em pressuposições a respeito dEle, ou em como gostaríamos que Ele fosse.
     Pelo contrário: devemos crer no Deus que existe, e que optou por se revelar a nós através das Escrituras Sagradas. O ser humano tende a criar falsos deuses, nos quais é fácil crer; deuses que se conformam com o modo de viver e com a natureza pecaminosa do homem (Rm 1.21-25).
Essa é uma das características das falsas religiões. Alguns cristãos até mesmo caem na armadilha de se desconsiderar a autorrevelação divina para desenvolver um conceito de Deus que está mais de acordo, com as suas fantasias pessoais do que com a Bíblia, que é a nossa fonte única de pesquisa, que nos permite saber que Deus existe e como Ele é,” (HORTON, Stanley. Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. Rio de Janeiro, CPAD. 1996, pp. 126-127.) 
 

II- O QUE CREMOS A RESPEITO DE DEUS 

1. Cremos que Deus é eterno. Ele não tem princípio ou fim e não está sujeito ao tempo (2 Pe 3.8).          Não houve um princípio em que Deus passou a existir. Gênesis afirma que no “princípio Deus” já estava presente (Gn 1.1). É difícil para a mente humana entender essa verdade. quando Moisés teve um encontro com Deus perguntou o seu nome. A resposta do Senhor foi: “Eu sou o que sou” (Êx 3.14). Ele é! Deus não teve dia de nascimento e não terá um dia determinado para o seu fim. O homem é um ser finito, mas Deus não.
     Vários filósofos ajudaram a divulgar o Ateísmo e suas ideias passaram a ocupar um lugar de destaque na sociedade e, em especial, nas universidades. A questão é que se Deus não existisse, tanto 0 ser humano quanto o universo estariam destinados à morte, ao caos e à perdição eterna. Mas a ordem natural da criação permanece intacta. Muitos que se deixaram levar pelas filosofias ateístas e perderam o sentido da vida, não sabem de onde vieram e para onde vão. Sem a crença em Deus e na eternidade, a nossa existência torna-se enfadonha, desprovida de um sentido, um verdadeiro caos. Por isso, tenha cuidado e não caia no engano do Ateísmo que está presente na Literatura, na música, na arte etc, pois ele é uma amostra da soberba do homem e um engodo do Diabo, 

2. Deus é onipotente.

     Cremos que não há limites para Deus agir. O patriarca Jó, mesmo em meio à dor, declarou: “Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido’ (Jó 42.2). Jó reconhecia o poder e a soberania do Eterno. Se quisermos ter uma vida cristã vitoriosa, só nos resta duas atitudes: crer no poder do Eterno e amá-lo de todo o nosso coração (Mt 22.37).
Davi foi um jovem criado no campo e, na sua juventude, enfrentou muitos obstáculos na sua própria casa, mas ele tinha convicção da onipotência do Senhor e afirmou que até a sua voz é poderosa: “A voz do SENHOR é poderosa; a voz do SENHOR é cheia de majestade” (Sl 29.4). O Senhor é incomparável em poder e força, por isso não tema. 

3. Deus é onipresente. 

      Deus está presente em todo o lugar. Ele tudo vê, conhece e sabe; homem algum pode se esconder da sua presença. Para nós, seres finitos, é difícil imaginar um ser que possa estar em todo o lugar ao mesmo tempo. Mas Ele pode. O profeta Jeremias afirmou que “esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja?” (Jr 23.23,24). Tomemos também o exemplo do profeta Jonas que certa vez, recebeu uma ordem de Deus: “levanta-te e vai à grande cidade de Nínive” (Jn 1.2). Contudo, Jonas não desejava que esse povo fosse perdoado, por isto, recusou cumprir a missão. Ele tentou fugir da face do Senhor indo para uma direção oposta, Társis, o lugar mais longe que alguma embarcação poderia levá-lo (Jr 10.19; Ez 27.12). Mas o Todo-Poderoso que tudo vê, sabe e pode, interveio enviando ao mar uma tempestade (Jn 1.4). Aprendemos com Jonas que obedecer a Deus é sempre a melhor opção. Jamais tente desafiá-lo (Dt 27.10; 1 Sm 15.22). Há muitos desafiando a Deus com sua rebeldia e obstinação, incredulidade, mas esteja consciente de que essa é uma decisão extremamente perigosa para o seu presente e futuro.
O Eterno é real e conhece todas as coisas, por isso viva em conformidade com a vontade dEle para a sua vida (Rm 1.10; 12.2; Ef 6.6; Fp 2.13). 
 
 PENSE !
     0 Deus eterno tem um propósito em sua vida. 
 
 PONTO IMPORTANTE! 
   Creia que Deus não erra Sua vontade é sempre boa agradável e perfeita 
 

SUBSÍDIO 2

      “Há vários sistemas de crenças em Deus que divergem dos ensinos bíblicos e inúmeras tentativas de explicar o relacionamento dEle com o Universo e o homem. Essas teorias inapropriadas levam o homem a se distanciar do Criador,
Ateismo – O termo vem d e duas palavras gregas: da partícula negativa a, ‘negação’ ou privação’; e de theos. “Deus’. A ideia é da negação do Senhor, isto é, ‘Deus não existe’. Essa palavra aparece apenas uma vez no Novo Testamento, com o sentido d e ‘sem Deus’ (Ef 2.12), e não de negação da existência divina
O ateísmo é um a teoria contraditória em si mesma, pois, para negar a existência do Deus verdadeiro, apoia-se na pressuposição d e que Ele existe. A Palavra do Senhor chama os ateus de néscios, haja vista afirmarem: ‘Não hã Deus’ (Sl 531).
Na prática, o ateísmo é um modo de vida sem relação algum a com a crença em Deus. Seus adeptos vivem como se Ele não existisse. (Teologia Sistemática Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD. p 53 )

III- DEUS É A RAZÃO DE TUDO 

       1. Não há tempo a perder. Sabemos que a vida nesta terra é finita, passageira e, segundo o salmista, é “como um conto ligeiro” (Sl 90.9,10). Por isso, precisamos ter sabedoria para viver de modo que o nome de Deus seja louvado. Não perca tempo tentando viver como se Deus não fosse real. Não seja tolo! Muitos estão desperdiçando o seu tempo com vãs filosofias que não acrescentam nada à fé.
Deus é real, imutável e tanto age em nosso favor quanto fala (Jr 33.3). Então use a força da sua juventude para conhecer mais do Senhor (Os 6.3). 
Não permita que a indiferença em relação a Deus dominei o seu coração. Temos visto muitos que se dizem crentes dando um péssimo testemunho. Mas continue olhando firmemente para o Senhor.                   Algumas pessoas acreditam que podem ter uma vida bem-sucedida longe da Casa do Pai e da comunhão com os santos, mas elas estão erradas e sendo enganadas pelo Diabo. Essa é mais uma das falácias do Inimigo. Precisamos estar vigilantes a respeito da extrema corrupção nos últimos tempos (2 Tm 3.1-6) e buscar a Deus em todo o tempo, pois longe dEle não há vida. Ame a Deus de todo o coração (Mt 22.37) e permita que Ele seja o primeiro em todas as áreas da sua vida. 

2. Preparado para cumprir a vontade dEle. 

   Vimos que o profeta Jonas, uma das histórias mais conhecidas da Bíblia, em um ato de rebeldia, não priorizou a vontade de Deus; na verdade ele a desprezou. Jonas recebeu uma ordem de Deus, mas achou que poderia fazer o que bem entendesse da sua vida, afinal já era adulto. Muitos não pensam e agem exatamente dessa maneira. Mas você sabe quais são as consequências? Sabemos que a atitude de Jonas o levou para as profundezas do mar e depois para a barriga de um grande peixe (Jn 1.17). Valeu a pena? Não! Entretanto, o nosso Deus não desistiu dele. O Senhor não desiste de você! Depois de um período de provações o profeta se quebrantou e aprendeu uma importante lição a respeito da soberania divina. 
3. Deus age como quer. Precisamos entender que Deus não age de acordo com a nossa vontade ou           comando (1 Sm 16.7; Ez 18.29). Seus planos são perfeitos, sua misericórdia é eterna e seus pensamentos são sempre melhores que os nossos (Jó 11.8; Sl 40.5; Is 30.18; 55.8-9). Às vezes, Deus permite situações difíceis em nossa vida para que a dor e o sofrimento mudem a nossa visão a respeito dEle e, principalmente, o nosso coração. 
 

SUBSÍDIO 3

     Professor(a), antes d e iniciar o comentário do tópico é importante ressaltar que “muitas teologias sistemáticas do passado tentaram classificar os atributos morais e a natureza de Deus. O Supremo Ser. não se revelou simplesmente para transmitir-nos conhecimentos teóricos a respeito de si mesmo. Pelo contrário: a revelação que Ele fez de si mesmo está vinculada a um desafio pessoal.’ (HORTON. Stanley. Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal Rio de Janeiro: CPAD. 1996. p. 125.}

CONCLUSÃO 

    Nós cremos que existe um Deus pessoal e infinito. Ele criou e governa o universo. Um dos seus atributos, o amor, foi revelado ao enviar seu Filho para salvar a humanidade (Jo 3.16). Mediante o sacrifício de Jesus a humanidade tem acesso à presença de Deus. A fé em Deus nos permite viver nesse mundo de forma vitoriosa, pois sabemos que para Ele nada é impossível, O que é Senhor onipotente, onisciente e onipresente, quer ter um relacionamento pessoal com cada um de nós.

HORA DA REVISÃO 

1 O que é o Teísmo? 
     É “uma doutrina que, baseada na teologia natural e na teologia revelada, admite a existência de um Deus pessoal, Criador e Preservador de tudo que existe, e que, em sua inquestionável sabedoria, intervém nos negócios humanos.” 
 
2. O que é Ateísmo? 
   É uma doutrina que nega de maneira sistemática a existência de Deus. 
 
3. Segundo a lição, quais as 3 formas do Ateísmo? 
   Especulativo, prático e militante. 
 
4 Segundo a lição, no que cremos a respeito de Deus? 
   Cremos que Deus é eterno, onipotente, onipresente, onisciente e imutável. 
 
5. Segundo a experiência do profeta Jonas, podemos fazer a nossa própria vontade? 
    Não. A vontade de Deus é sempre boa.

1 comentário em “Lição 03 – Fé para Crer que Deus Existe”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima