Minha filha não é para casar!

Você deseja que sua filha fique em casa até
você morrer? Não pensa no futuro nem na felicidade
dela?
Ou você desenvolveu uma simbiose, um vínculo doentio
em relação a ela?
Quer mesmo destiná-la à solidão? Quase sempre, há
ciúmes e outros sentimentos envolvidos nessa declaração.
Pais amorosos e sadios não fazem tal afirmação, que é
subproduto de insegurança. Cônjuges felizes querem que seus
filhos se casem para serem também felizes no casamento. Pais
frustrados tentam evitar o casamento de seus filhos. Examine
seus sentimentos. Se estiver dizendo isso para restringir um
namoro precipitado, está utilizando a estratégia errada. Se o
faz para conservar a agradável companhia de sua filha, não é a
melhor abordagem.
Já percebeu em outras famílias o constrangimento que
acontece quando uma filha ultrapassa os 30 ou 40 anos de
idade e não se casa? Surge a cobrança dos parentes, o título de
“titia” e a insatisfação dos pais.

Consequências
A filha irá crescer evitando o tema do casamento para
não ofender os pais, que reforçam o discurso do celibato e da
castidade com a justificativa de que não podem prescindir da
companhia da filha.
Não é tanto o desejo de ficar solteira que lhe
impossibilitará o matrimônio, e sim a incapacidade de
estabelecer vínculos afetivos para o casamento.

O que dizer?
Acostume-se a dizer à sua filha: “O casamento é uma
grande bênção. É a maior realização do ser humano. Casar-se
coma pessoa certa é uma felicidade! ”. Assim, ela crescerá na
expectativa de que um dia encontrará alguém para se casar e
isso dará alegria aos seus pais.

FONTE: 50 Coisas que os pais nunca
devem dizer aos filhos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima