Lucas 16.1-8
O administrador de um homem rico foi acusado de estar
desperdiçando os seus bens. Então ele o chamou e lhe perguntou: “Que é
isso que estou ouvindo a seu respeito? Preste contas da sua administração,
porque você não pode continuar sendo o administrador”.
O administrador disse a si mesmo: “Meu senhor está me despedindo.
Que farei? Para cavar não tenho força, e tenho vergonha de mendigar… Já
sei o que vou fazer para que, quando perder o meu emprego aqui, as
pessoas me recebam em suas casas”.
Então chamou cada um dos devedores do seu senhor. Perguntou ao
primeiro: “Quanto você deve ao meu senhor?”
“Cem potes de azeite”, respondeu ele. O administrador lhe disse:
“Tome a sua conta, sente-se depressa e escreva cinqüenta”.
A seguir ele perguntou ao segundo: “E você, quanto deve?” “Cem tonéis
de trigo”, respondeu ele. Ele lhe disse: “Tome a sua conta e escreva oitenta”.
O senhor elogiou o administrador desonesto, porque agiu
astutamente. Pois os filhos deste mundo são mais astutos no trato entre si
do que os filhos da luz.


Explicação: Jesus elogia o administrador, que soube tomar atitude
prudente. O Reino de Deus já chegou: é preciso tomar uma atitude antes
que seja tarde demais; converter-se e viver conforme a mensagem de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *