Lucas 18.10-14
Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu e o outro,
cobrador de impostos.
O fariseu, em pé, orava no íntimo: “Deus, eu te agradeço porque não
sou como os outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros; nem mesmo
como este cobrador de impostos. Jejuo duas vezes por semana e dou o
dízimo de tudo quanto ganho”.
Mas o cobrador de impostos ficou à distância. Ele nem ousava olhar
para o céu, mas batendo no peito, dizia: “Deus, tem misericórdia de mim,
que sou pecador”.
Eu lhes digo que este homem, e não o outro, foi para casa justificado
diante de Deus. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha
será exaltado.

Explicação: Não basta ser perseverante e insistente. É preciso
reconhecer e confessar a própria pequenez, recorrendo à misericórdia de
Deus. De nada adianta o homem justificar a si mesmo, pois a justificação é
dom de Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *