Há pessoas que são alegres, brincalhonas e
sorridentes desde pequenas. Nosso mau humor é que nos
impede de perceber que elas são a alegria do ambiente e a
causa da descontração em qualquer lugar. Em muitos casos,
tal restrição é subproduto da repressão que há em nós, por
termos sido tratados assim na infância. Sem saber, estamos
reeditando o comportamento paterno que recebemos.
Todavia, é bom lembrar que é melhor ter filhos alegres que
tristes, deprimidos e solitários.

Consequências
Esse tipo de repreensão equivale a jogar um balde de
água fria na vitalidade da criança, o que pode produzir
sentimentos de culpa toda vez que ela disser algo engraçado e
fizer alguém rir. É o tipo de advertência que inibe a iniciativa
da criança, uma vez que o bom humor geralmente está
associado a uma mente inteligente e criativa.

O que dizer?
Se notar uma tendência ao exagero nas alegres
manifestações de seu filho, diga-lhe o seguinte: “Gosto da sua
alegria e da sua disposição para fazer os outros rirem. Não sei
como seria esta casa sem sua presença. Acho melhor você ser
assim do que emburrado, só que, às vezes, você exagera um
pouco. Tenha cuidado em fazer essas brincadeiras somente
nos momentos e lugares adequados”.

FONTE: 50 Coisas que os pais nunca
devem dizer aos filhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *