Isso é determinismo, a filosofia que afirma que as
pessoas já nasceram destinadas para o fracasso ou para o
sucesso, para a bênção ou para a maldição, para a salvação ou
para a perdição eterna, e que nada pode ser feito para alterar
seu destino. É uma frase que diz não existir escolha e nem
livre-arbítrio, o que é sempre será. Os membros de castas da
Índia, por exemplo, alimentam essa crença.

Consequências
A criança passará a acreditar que seu destino já está
traçado, e que é imutável e inflexível. Na vida adulta, irá se
conduzir por este paradigma, rejeitando qualquer nova ideia e
maneira diferente de fazer as coisas. Aceitará todos os
fracassos e insucessos como sendo a força inexorável do
destino.

O que dizer?
Em vez de ficar repetindo o provérbio
equivocado, diga ao seu filho: “Não existe destino
predeterminado.
O que existe é um propósito de Deus para cada pessoa,
e esse propósito é o que Deus faz quando você cumpre a
sua parte e a vontade do Senhor. A vida é cheia de
escolhas, precisamos ter discernimento para optar pelo
melhor”.

FONTE: 50 Coisas que os pais nunca
devem dizer aos filhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *