Eis uma frase, dita por muitas mães, que cria no filho
uma perspectiva ruim da figura paterna, substituindo o amor e
o respeito pelo medo. Além disso, você está se desvalorizando
diante do homem como mãe e mulher e desqualificando sua
autoridade de genitora. Está passando a ideia de que somente
o pai é capaz de resolver os problemas em casa.

Consequências
A criança ficará ansiosa e estressada com a chegada do
pai, em vez de recebê-lo com alegria. Quando crescer, irá
subestimar o papel da mulher e terá desprezo pela figura
feminina.
Ela sempre incluirá em seu discurso figuras de
autoridade, a fim de referendar suas ideias. Se ocupar a
posição de líder, estará mais para inspetor que para mentor e
motivador. Será o tipo de profissional que tratará os
subordinados com ameaças. Não se espante se ele proferir
frases como esta: “Mulheres, talheres, colheres e outros
objetos de cama e mesa, calem a boca! ”.

O que dizer?
Na ausência do pai, a mãe precisa manter a ordem,
como o pai faria se estivesse presente. Para estabelecer o
controle da situação não é necessário ameaças, chantagem ou
a menção de pessoas de quem a criança tenha medo. Para
impor autoridade, basta afirmar: “Não faça isso, pois não é
correto! ”.

FONTE: 50 Coisas que os pais nunca
devem dizer aos filhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *