51.Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados,

52.num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.

53.Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.

54.E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então, cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.

55.Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?

56.Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.

57.Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.

58.Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.