O estudo das diversas línguas é interessante e de muito proveito.
As línguas estão sempre se modificando e mudando com o
desenvolvimento dos povos e inter relacionando as nações. Será necessário
que reconheçamos isto neste estudo. Deus não inspirou a Bíblia na língua
portuguesa, embora tenhamos a Bíblia inspirada em vernáculo nosso.
Originalmente a Bíblia fora escrita em três línguas, a saber: hebraica,
aramaica e grega. Esta era a língua do Novo testamento. Alguns
comentadores dizem que provavelmente Abraão deixou de usar a velha
língua semítica — A caldaica — a qual era a da sua própria terra (Gên.
12:1-5), quando saiu de Ur, e adotou a língua dos cananeus, em cujo meio
foi morar. A sua descendência — os hebreus — mais tarde, durante o
cativeiro em Babilônia, deixou de falar a língua hebraica e adotou a
caldaico-aramaica, a qual continuou a ser falada até os tempos de Jesus
Cristo.
Esta língua cananéia, que Abraão usou, era, provavelmente, a
mesma ou alguma forma dela, que foi conhecida mais tarde como
hebraica. Parece que a língua hebraica foi chamada «a língua de Canaã»
(Is. 19:18). Algumas das tabuinhas de Tel-el-Amarna, descobertas em
1887 no Egito, assim chamadas pelo nome do lugar em que foram achadas,
com data de 400 anos mais ou menos depois de Abraão, são escritas em
boa língua cananéia ou língua hebraica.

A Língua do Velho Testamento
Com poucas exceções, o Velho Testamento foi escrito na língua
hebraica. Esta era a língua do povo de Israel e é chamada «a língua
judaica» (II Reis 18:26). Esta língua continuou a ser falada e escrita pelos
hebreus até o cativeiro, quando adotaram a aramaica ou siríaca, a qual é
um dialeto da hebraica. Devido a esta mudança de língua, os versados na
língua hebraica podem descobrir três períodos em que se divide a história
do desenvolvimento dela. Cada período é distinguido pelo seu estilo e
idioma.
1) O período em que foi escrito o Pentateuco. É o da língua
hebraica falada no tempo de Moisés.
2) O período em que a língua alcançou o ponto do seu maior
desenvolvimento em pureza e refinamento. Neste foram escritos os livros
de Juízes, Samuel, Reis, Crônicas, Salmos dê Davi, Provérbios e os demais
livros de Salomão e as profecias de Isaías, Oséias, Joel, Amós, Obadias,
Jonas, Miquéias, Naum e Habacuque.
3) O período em que foram escritos os demais livros de profecias,
assim como os de Ester, Esdras e Neemias. Durante esta época, palavras,
frases e idiotismos de línguas estrangeiras tinham sido incorporados à
hebraica da segunda época, em conseqüência da comunicação dos judeus
com as nações vizinhas.
As passagens do Velho Testamento que não são escritas em
hebraico são as seguintes: Esdras 4:8 a 6:18 e 7:12-26, Jeremias 10:11 e
Daniel 2:4 a 7:28. Estas são escritas no dialeto caldaico. Este fenômeno se
explica pela residência de Daniel e Esdras na Babilônia e as suas relações
com os governadores desses países.

A Língua do Novo Testamento
Os livros do Novo Testamento foram escritos originalmente na
língua grega, conhecida como helênica, porque os gregos eram chamados
helenos ou o povo de Helas. Depois da grande conquista de Alexandre
Magno, rei da Macedônia, filho de Filipe e de Olímpia, a língua grega,
numa forma helênica, espalhou-se em toda parte do Egito e do Oriente, e
tornou-se a língua vernácula dos hebreus que residiam nas colônias de
Alexandria e outras partes.

Fonte: A Bíblia E Como Chegou Até Nós

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *