Gn. 31:54-55 E ofereceu Jacó um sacrifício na montanha e convidou seus irmãos para comerem pão; comeram pão e passaram a noite na montanha. Tendo-se levantado Labão pela madrugada, beijou seus filhos e suas filhas e os abençoou; e, partindo,  voltou para sua casa.

Gn. 32:1-2 Também Jacó seguiu o seu caminho, e anjos de Deus lhe saíram a encontrá-lo. Quando os viu, disse: Este é o acampamento de Deus. E chamou àquele lugar Maanaim.




 

Devemos sacrificar! Sem sacrifício não há fogo no altar! Precisamos apresentar um sacrifício ao Senhor, para sermos ouvidos e respondidos pelo Senhor!

 

Muitos preferem o conforto de suas casas do que ir à igreja em um dia frio e chuvoso. Tenho certeza que aqueles que se dispuseram a sacrificar, a ficarem molhados, com frio, mas para ir à casa do Senhor, esses Deus responde!! Deus honra àqueles que se sacrificam pelo Seu Nome.

 

O Sacrifício da Excelência

1Reis 3:4-5 Foi o rei a Gibeão para lá sacrificar, porque era o alto maior;  ofereceu mil holocaustos Salomão naquele altar. Em Gibeão, apareceu o SENHOR a Salomão, de noite, em sonhos. Disse-lhe Deus: Pede-me o que queres que eu te dê.

 

Salomão ofereceu mil holocaustos, um sacrifício compatível com o que ele era, um rei. Quando Deus viu o sacrifício de Salomão, apareceu à ele naquela mesma noite e lhe pediu o que ele queria, pois seria concedido.

 

€ Devemos ofertar ao Senhor algo que nos represente. A oferta nos precede perante Deus. Sempre, em toda a história, o Senhor recebeu primeiro a oferta, para depois ouvir a voz do povo. Se damos uma oferta de mendigo, Deus nos atende como mendigos. Se oferecemos uma oferta de rei, o Senhor nos atende como reis.

O que você quer ser? Um mendigo ou um rei? Deixe que a sua oferta mostre ao Senhor qual é a sua posição profética nesta terra.

 

“Certa vez, havia em uma empresa um garoto que era encarregado em recolher os papéis nos cestos de lixo e levar ao setor de lixo, para reciclagem. Todos que trabalhavam naquele setor iam com roupas velhas e surradas, mas ele ia vestido dignamente. Muitas foram as chacotas que lhe faziam em relação à sua vestimenta, mas ele sempre respondia com alegria e entusiasmo: – estou me preparando para ser um gerente da empresa. Um belo dia, em uma reunião da diretoria, um dos executivos faltou e os maiores investidores da empresa chegariam a qualquer momento. O presidente saiu desesperado pelos corredores da multinacional esperando encontrar alguém que pudesse suprir aquele espaço na mesa diretora, quando deu de encontro com o garoto responsável pelo recolhimento do lixo reciclável. – Meu rapaz, qual a sua função aqui na empresa? Perguntou o presidente. – Estou em treinamento para ser um executivo de sucesso, senhor! Respondeu prontamente. O chefe, empolgado com a resposta, otimismo e entusiasmo do jovem disse: – Você teria coragem de participar de uma importantíssima reunião de diretoria, como um dos diretores? Sua resposta foi taxativa:

  • Senhor, tenho esperado isso por alguns Estou pronto para fazer o meu papel.

Ambos foram até a sala e o jovem separador de lixo ocupou um lugar na mesa da diretoria. Durante a reunião ele se mostrou muito preparado para todos os assuntos e deu boas idéias. Os acionistas gostaram da atuação do garoto. No final da reunião o presidente da companhia lhe disse que precisava de gerentes como ele na empresa, com visão de crescimento, e o convidou para ocupar o cargo”.

 

As pessoas nos vêm como nos apresentamos. Se um milionário se vestir como um mendigo, as pessoas não o tratarão com dignidade e respeito. Não o deixarão sentar nos melhores restaurantes e não o aceitarão dentro dos bancos. Ele tem direito a isso tudo, mas se apresentou mal perante a sociedade. Semelhantemente um mendigo, se colocar uma roupa cara, se vestir finamente, será bem recebido em muitos lugares, mesmo sem ter um centavo no bolso.

 

Somos atendidos da maneira pela qual nos apresentamos! Nossa oferta é a nossa apresentação.

 

Salomão se apresentou à Deus como um rei, não como um mendigo! Ele ofereceu sacrifícios dignos de um rei. Poucos poderiam sacrificar de uma só vez mil novilhos, mas ele o fez. O amor ao seu Deus, a grandeza deste Deus, a fidelidade à Ele faziam com que Salomão sacrificasse! Ele entregou um sacrifício de excelência.




 

O Sacrifício de Fidelidade

2 Reis 5:17 Disse Naamã: Se não queres, peço-te que ao teu servo seja dado levar uma carga de terra de dois mulos; porque nunca mais oferecerá este teu servo holocausto nem sacrifício a outros deuses, senão ao SENHOR.

 

Naamã havia se convertido. Por muito tempo ele sacrificou aos demônios, mas agora daria sacrifícios SOMENTE ao SENHOR.

Quantos de nós sacrificamos à Deus e aos nossos próprios prazeres?

Como? Simples: é um sacrifício muito grande ir para a igreja na chuva e no frio, mas para sair para jantar fora ou almoçar em um parente não é. Estamos fazendo o mesmo sacrifício, mas não para Deus.

Outro exemplo? Não queremos ir ao culto porque estamos cansados, mas ficamos em casa e fazemos alguns afazeres que nos tiram mais energias do que estar na igreja.

 

A fidelidade de Naamã era servir a Deus em PRIMEIRO LUGAR. Quer ir ao parque? Ótimo, mas não deixe de ir à igreja. Quer ir viajar? Muito bom, mas não deixe de ir a igreja. Nunca troque a igreja por outras atividades.

 

Existem aqueles que qualquer coisa os tira da igreja. Qualquer convite é mais importante do que ir ao culto. Qualquer circunstância é suficiente para o afastar do seu compromisso com Deus. PRECISAMOS APRENDER A SERMOS RESPONSÁVEIS.

 

O Sacrifício Diário

Dn. 8:12 O exército lhe foi entregue, com o sacrifício diário, por causa das transgressões; e deitou por terra a verdade; e o que fez prosperou.

 

Salmos 145:2 Todos os dias te bendirei e louvarei o teu nome para todo o  sempre.

 

Isaías 38:20 O SENHOR veio salvar-me; pelo que, tangendo os instrumentos de cordas, nós o louvaremos todos os dias de nossa vida, na Casa do SENHOR.

 

Atos 5:42 E todos os dias, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo.

 

Atos 2:46-47 Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.

 

Todos os dias devemos sacrificar algo ao Senhor. Nosso tempo, nossa vida, nossos momentos. Deus requer isso de nós. Cada um tem o seu jeito de fazer isso. É na individualidade de cada um que Deus recebe o sacrifício.

 

FONTE : 80 ESBOÇO DE PREGAÇAO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *