2º Trimestre de 2010

 

Data: 04 de Abril de 2010

TEXTO ÁUREO

“Mas o SENHOR me disse: Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás” (Jr 1.7).

VERDADE PRÁTICA

A missão do homem de Deus é inegociável. Ele foi chamado para cuidar dos interesses do Todo-Poderoso, e proclamar com isenção e coragem a sua Palavra.

LEITURA DIÁRIA

Segunda – Jr 1.1

A origem sacerdotal de Jeremias

Terça – Jr 1.5

A vocação profética de Jeremias

Quarta – Jr 16.2

O estado civil de Jeremias

Quinta – Jr 32.9-12

A propriedade comprada por Jeremias

Sexta – Jr 37.15

A prisão de Jeremias

Sábado – Jr 43.1-7

A viagem de Jeremias ao Egito

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Jeremias 1.1-10.

1 – Palavras de Jeremias, filho de Hilquias, dos sacerdotes que estavam em Anatote, na terra de Benjamim.

2 – A ele veio a palavra do SENHOR, nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá, no décimo-terceiro ano do seu reinado.

3 – E lhe veio também nos dias de Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá, até ao fim do ano undécimo de Zedequias, filho de Josias, rei de Judá, até que Jerusalém foi levada em cativeiro no quinto mês.

4 – Assim veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

5 – Antes que eu te formasse no ventre, eu te conheci; e, antes que saísses da madre, te santifiquei e às nações te dei por profeta.

6 – Então, disse eu: Ah! Senhor JEOVÁ! Eis que não sei falar; porque sou uma criança,

7 – Mas o SENHOR me disse: Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás.

8 – Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o SENHOR.

9 – E estendeu o SENHOR a mão, tocou-me na boca e disse-me o SENHOR: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca.

10 – Olha, ponho-te neste dia sobre as nações e sobre os reinos, para arrancares, e para derribares, e para destruíres, e para arruinares; e também para edificares e para plantares.

INTERAÇÃO

Prezado professor, neste trimestre estudaremos a respeito de Jeremias, um dos mais sensíveis profetas do Antigo Testamento. Este abnegado servo de Deus, a exemplo do Mestre, também foi um “homem de dores e experimentado nos trabalhos”.

O comentarista destas lições é o pastor Claudionor de Andrade, piedoso servo de Deus, Gerente de Publicações da Casa Publicadora das Assembleias de Deus, membro da Casa de Letras Emílio Conde, teólogo e autor de várias obras publicadas pela CPAD. Que venhamos, como o profeta Jeremias, pregar a Palavra de Deus, e que o foco da nossa mensagem e ensino seja: “Ouvi a Palavra do Senhor!”. Deus o abençoe.

OBJETIVOS

Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:

Conhecer a origem sacerdotal do profeta Jeremias.
Explicar como se deu o chamamento do profeta Jeremias.
Conscientizar-se de que somos um povo sacerdotal e profético.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

Professor, para esta primeira aula, sugerimos que seja feito um resumo da biografia de Jeremias. Neste resumo, enfatize as dores e os sofrimentos enfrentados pelo profeta. Reproduza o esquema abaixo no quadro-de-giz ou tire cópias para os alunos. Explique à classe que Jeremias não era nada popular, pois ele exortava Judá a se submeter à dominação do inimigo, Jeremias mostrou ao povo que o ataque por parte do inimigo era um castigo vindo do Senhor. Deus precisava discipliná-los, uma vez que não mais viviam de acordo com os preceitos divinos.

COMENTÁRIO

introdução

Palavra Chave

Vocação: Do lat. vocatione. Talento, aptidão. Jeremias foi vocacionado pelo Senhor quando ainda estava no ventre de sua mãe.

“Vigoroso na batalha, desafiou e contestou a injustiça, a falsidade e a vilania”. Assim Eugene H. Peterson busca descrever o caráter do mais sofrido dos mensageiros de Jeová. O profeta das lágrimas, como Jeremias é conhecido, tudo fez por reconduzir seus contemporâneos aos caminhos do Senhor. Suas advertências, infelizmente, não encontraram guarida no coração dos judeus. Diante da apostasia destes, o profeta é obrigado a suportar o insuportável: “Atendei e vede se há dor como a minha dor” (Lm 1.12).

No transcorrer deste trimestre, estará você acompanhando os principais lances do ministério daquele que é considerado o mais introspectivo dos profetas do Senhor. Ele viveu num tempo que, em nada, diferia do nosso, quanto à falta de fé em Deus (cf. Lc 18.8), e ao desinteresse pelo cultivo da íntima comunhão com o Eterno. Que Deus nos ajude a absorver o exemplo santo e edificante de Jeremias.

I. A ORIGEM SACERDOTAL DO PROFETA JEREMIAS

Nascido na cidade sacerdotal de Anatote, que distava uns seis quilômetros a nordeste de Jerusalém, o profeta Jeremias exerceu o seu ministério entre 626 a 586 a.C. Pela sua linhagem, poderia ter exercido o ofício levítico, que lhe teria proporcionado prestígio e segurança. Em Israel, diz Flávio Josefo, os sacerdotes eram honrados como se pertencessem à nobreza.

Contemporâneo dos reis Josias, Jeoaquim e Zedequias (Jr 1.3), Jeremias profetizou no período mais crítico da história de Israel.

Querido irmão, não se deixe abater nem esfriar-se na fé ante a decadência moral e espiritual deste século. Cumpra a missão que lhe confiou o Senhor em Cristo Jesus; porte-se como homem de Deus – resoluto e vencedor. Aja com denodo e coragem, buscando sempre agradar, em tudo, aquEle que o salvou e o convocou para a peleja. Jamais se furte à verdade do evangelho; aja como fiel testemunha de Nosso Senhor Jesus Cristo.

SINOPSE DO TÓPICO (I)

Jeremias exerceu seu ministério profético durante um dos períodos mais críticos da história do povo de Deus.

II. A VOCAÇÃO DE JEREMIAS

1. O jovem Jeremias. Não sabemos a idade de Jeremias, quando Deus o chamou para o ministério profético. Vinte e um anos? Ou era ele um típico adolescente levítico que sonhava exercer o ministério do altar?

A Bíblia limita-se a informar que não passava ele de uma criança (Jr 1.6). O vocábulo hebraico na’ar tem ampla conotação; tanto pode significar menino, adolescente ou jovem. De qualquer forma, foi o profeta vocacionado por Deus ainda na flor de seus dias, para que viesse a florescer serviços e frutificar devoções ao Santo de Israel.

Obreiro de Cristo, disponha-se. Apresente-se ao Senhor da Seara, e continue em sua presença. Ele precisa de seu trabalho. É o tempo de segar!

2. O chamamento de Jeremias. Eis como o Senhor vocacionou o jovem de Anatote: “Antes que eu te formasse no ventre, eu te conheci; e, antes que saísses da madre, te santifiquei e às nações te dei por profeta” (Jr 1.5).

Três coisas fez o Senhor em relação a Jeremias: conheceu-o, santificou-o e o deu às nações. O profeta ainda não existia, mas já era conhecido por Deus; ainda não estava ciente de sua missão, porém já se achava santificado para o ministério; ainda não sabia falar, todavia, o Senhor já o tinha dado aos povos como arauto.

Jeremias assusta-se; quer recuar. Sobre a reação do profeta, escreve F. B. Meyer: “Jeremias era muito jovem e tentou esquivar-se da grande missão a ele confiada. Os mais nobres sempre agem assim” (cf. Êx 4.10). Mais adiante, conclui o erudito: “Sempre que Ele nos dá uma comissão, assume a responsabilidade da sua execução em nós, conosco, ou através de nós”.

Você se sente assustado diante da missão que lhe confiou o Senhor? Não se acha capaz? Ânimo! Nossa capacidade vem do Senhor. Entregue-se inteiramente a Deus; Ele é responsável por você e por mim.

3. A incapacidade de Jeremias. Se não sei falar, como ser mensageiro de Jeová? Como ser o seu porta-voz se não tenho voz? Foi a escusa que Jeremias apresentou ao Senhor: “Ah! Senhor JEOVÁ! Eis que não sei falar; porque sou uma criança” (Jr 1.6).

Talvez esteja você apresentando as mesmas alegações ao Senhor. Ele o chamou para o ministério; você se acha incapaz. Aliás, diante dos desafios de Deus, quem se sente apto? Conforte-se nestas palavras do apóstolo Paulo: “E é por Cristo que temos tal confiança em Deus; não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus” (2 Co 3.4,5).

Ao jovem profeta, responde Jeová: “Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás. Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o SENHOR” (Jr 1.7,8). Em seguida, o Senhor toca-lhe os lábios: “Eis que ponho as minhas palavras na tua boca” (Jr 1.9).

A partir desse momento, estava Jeremias não somente comissionado, mas plenamente capacitado por Deus a exercer o ministério. Do Senhor, recebe ele o mandato: “Olha, ponho-te neste dia sobre as nações e sobre os reinos, para arrancares, e para derribares, e para destruíres, e para arruinares; e também para edificares e para plantares” (Jr 1.10).

Como um jovem tão gentil e tenro poderia desempenhar semelhante missão? Não importa; nossa capacidade vem de Deus! (Leia com atenção Atos 1.8). Lembro-me de um corinho que ouvia lá pelas décadas de 60 e 70 na Assembleia de Deus em São Bernardo do Campo: “Uma mensagem revestida de poder / Uma mensagem com poder pentecostal / Uma mensagem pode converter o mundo / Uma mensagem com poder celestial”.

Você já foi batizado no Espírito Santo? Já foi revestido do poder do alto? Vive na plenitude do Espírito? É hora de buscara prometida unção. O evangelista Stanley Jones afirmou mui acertadamente: “A vida do cristão começa no Calvário, mas o trabalho eficiente, no Pentecostes”.

SINOPSE DO TÓPICO (II)

Jeremias recebeu da parte do Senhor uma grande missão: profetizar às nações.

III. O ESTADO CIVIL DE JEREMIAS

Devido às urgências daquele tempo e das tormentas que se avizinhavam, ordenou-lhe o Senhor: “Não tomarás para ti mulher, nem terás filhos nem filhas neste lugar. Porque assim diz o SENHOR acerca dos filhos e das filhas que nascerem neste lugar, acerca de suas mães que os tiverem e de seus pais que os gerarem nesta terra” (Jr 16.2,3).

Jovem, você tem realmente uma chamada divina para o santo ministério? Não se case fora da direção de Deus. Tenha uma vida pura e santa. Que o seu namoro, noivado e casamento glorifiquem o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo. Não são poucos os ministérios arruinados em consequência de casamentos movidos única e exclusivamente pela paixão carnal.

SINOPSE DO TÓPICO (III)

Próximo à idade de se casar, Deus proibiu Jeremias de fazê-lo (16.1-4).

IV. A POSTURA PROFÉTICA DE JEREMIAS

Jeremias não fora chamado para ser homem do povo. Não era populista nem popular; não era obcecado por índices de aceitação nem estava preocupado com o marketing pessoal. Também não achava que a voz do povo era a voz de Deus. A voz de Deus era e continua a ser a Palavra de Deus — a Bíblia Sagrada.

Consciente de sua chamada, Jeremias adotou uma posição que viria a desagradar à nobreza e ao povo. Mas que poderia ele fazer? Naquele momento, não havia alternativas: se agradasse aos poderosos de Judá viria a desagradar ao Todo-Poderoso de Israel.

A quem estamos agradando? Se nos fizermos amigos do mundo, teremos a Deus como opositor. É chegado o momento de os arautos de Cristo proclamarmos, com mais intrepidez e perseverança, “todo o conselho de Deus” (At 20.27). Quer nos ouçam, quer nos deixem de ouvir, saberão todos que neste mundo há um povo sacerdotal e profético — a Igreja de Deus, cujo único compromisso é pregar o evangelho completo a toda criatura, em toda a parte (1 Pe 2.9; Mc 16.15).

SINOPSE DO TÓPICO (IV)

Jeremias não era populista nem popular; não era obcecado por índices de aceitação. Seu objetivo era agradar ao Senhor.

CONCLUSÃO

Mesmo sob as mais duras e inumanas condições, Jeremias cumpriu fielmente o seu ministério; falou a Palavra de Deus; combateu as iniquidades e conclamou a nação ao arrependimento. Em nenhum momento, recuou. Mostrou-se, em tudo, um autêntico homem de Deus.

Que o exemplo de Jeremias inspire a presente geração a ter um compromisso mais firme com a Palavra de Deus. Oremos para que o Senhor levante homens como Jeremias, que não se amedrontem diante dos adversários. Homens que não estejam preocupados com a popularidade, e sim em agradar a Cristo, nosso Salvador e Senhor, que se entregou por todos nós.

VOCABULÁRIO

Avizinhar: Aproximar-se, chegar-se.
Denodo: Ousadia, intepridez.
Abnegado: Dedicado.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

PHILLIPS, J. Explorando as Escrituras. Uma visão geral de todos os livros da Bíblia. 1.ed, RJ: CPAD, 2004.
RICHARDS, L. O. Guia do leitor da Bíblia. 1.ed. RJ: CPAD, 2005.

EXERCÍCIOS

1. Qual a origem de Jeremias?

R. Nascido em Anatote, filho de Hilquias.

2. Como se deu a vocação de Jeremias?

R. O profeta foi vocacionado por Deus ainda na flor de seus dias.

3. Qual o estado civil de Jeremias?

R. Solteiro, por determinação de Deus.

4. Qual a postura profética de Jeremias?

R. Jeremias não estava preocupado em agradar ao povo, mas a Deus, que o vocacionou e chamou para sua obra.

5. Sendo a voz profética de Deus, como deve agir a Igreja de Cristo?

R. A igreja deve pregar o evangelho completo a toda criatura, em toda a parte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *