17 de Outubro de 2021
 
Jovens 4º Trimestre de 2021
 
TEXTO DO DIA
“E, se eu for e vos preparar Lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que. onde eu estiver, estejais vós também” (Jo 14.3)
 
SÍNTESE
0 Arrebatamento da Igreja será tão repentino que não haverá chance para arrependimento ou preparo de última hora.
 
AGENDA E LEITURA
SEGUNDA – Mt 24.36: Ninguém sabe o dia e nem a hora do Arrebatamento
TERÇA – Mt 24.50: O Arrebatamento será surpreendente
QUARTA – 1 Co 15.52: O Arrebatamento se dará num abrir e fechar de olhos
QUINTA – 1 Co 15.54: O Arrebatamento trará a vitória final sobre a morte
SEXTA – Fp 3.21: O Arrebatamento será um evento transformador
SÁBADO – 1 Ts 4.18: O Arrebatamento será um evento consolador
 
OBJETIVOS
1 EXPLICAR o que é quando se dará o Arrebatamento;
2 EVIDENCIAR que o Arrebatamento da Igreja é para os crentes;
3 COMPREENDER que precisamos aguardar o Arrebatamento da Igreja com vigilância.
 
INTERAÇÃO
Prezado (a) professor (a), na Lição deste domingo estudaremos um tema que enche os corações dos crentes de esperança: o Arrebatamento da Igreja. Enfrentamos Lutas, perseguições e toda a sorte de dificuldades neste mundo tenebroso, mas temos uma viva esperança: em breve o nosso Salvador virá nos buscar e finalmente chegaremos ao nosso destino final.
Em um abrir e fechar de olhos todos os crentes serão transformados e receberão um corpo glorificado. Estaremos para sempre junto do Senhor, em um Lugar onde todas as dores e Lágrimas cessarão. Talvez, você e seus alunos, estejam enfrentando muitas adversidades, mas não desista da sua fé e não abra mão do seu chamado. Vale a pena servir ao Senhor e viver para Ele, sendo “sal” e “Luz” deste mundo.
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Professor (a), para a aula de hoje sugerimos que você copie no quadro o esquema abaixo. Depois, faça as seguintes perguntas aos alunos: “Vocês já ouviram falar a respeito das fases do Arrebatamento?” “0 que sabem a esse respeito?” Incentive a participação dos alunos e ouça as respostas com atenção. Em seguida, utilizando o quadro, mostre aos alunos os cinco estágios do Arrebatamento. Conclua, discutindo com eles cada um dos estágios.
 
TEXTO BÍBLICO
1 Tessalonicenses 4.13-18
13.Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.
14.Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele.
15.Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.
16.Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro;
17.depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
18.Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
 
Introdução
No sermão profético de Mateus 24, Jesus mencionou alguns eventos que já se cumpriram, como por exemplo, a destruição de Jerusalém que aconteceu no ano 70 d.C. Nesse mesmo sermão, o Mestre também falou a respeito de eventos que aconteceriam em um tempo determinado pelo Pai. mas não revelado a nós, como, o dia do Arrebatamento da Igreja. Esse evento, tão aguardado pelos crentes de todos os tempos, será a completude da nossa salvação, por isso, almejamos esse dia. quando seremos transformados e receberemos um corpo glorificado.
 
 I – O QUE É E QUANDO SE DARA O ARREBATAMENTO
      1. O que é. A palavra grega para arrebatamento é harpazo e significa “retirada brusca”. O Arrebatamento será uma retirada sobrenatural e rápida da Igreja do Senhor da Terra, culminando no encontro com Jesus nos ares. Esse é um tema tão importante para os crentes que no Novo Testamento, o apóstolo Paulo, dedicou em suas Cartas dois capítulos para tratar a respeito desse assunto: 1 Coríntios 15 e 1 Tessalonicenses 4.
      2. Quando se dará o Arrebatamento. Ao longo da história, muitas pessoas se aventuraram em marcar o dia e a hora em que o Senhor Jesus voltaria. Entretanto, todos os que assim procederam foram desmentidos e envergonhados. A Palavra de Deus afirmar que “daquele Dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai” (Mc 13.32), Então, se você receber algum áudio no seu aplicativo de mensagem marcando o dia e a hora da volta de Jesus, não acredite, pois é mentiroso.
     3. A trombeta soará. Na caminhada dos israelitas rumo à Terra Prometida, o Senhor mandou Moisés fazer duas trombetas de prata, pois na Bíblia a prata é símbolo de redenção. Elas seriam utilizadas para convocara congregação e para a partida dos arraiais. A trombeta deveria também ser tocada nas solenidades e no princípio dos meses. O toque da trombeta tinha a finalidade de lembrar aos israelitas que o Senhor era o Deus deles que os resgatara da escravidão no Egito (Nm 10.2,10).
No Arrebatamento, a trombeta também soará como nos dias de Moisés (1 Co 15.52), O Senhor estará convocando o seu povo, desde o primeiro justo morto, o qual ressuscitará, até os que estiverem vivos na sua vinda, os quais serão transformados, a encontrar o Senhor nos ares, nesse instante “solene de alegria” para todos os salvos em Jesus Cristo.
 
 II – O ARREBATAMENTO DA IGREJA PARA OS CRENTES
      1. É a nossa esperança. Os crentes em Jesus, pela fé, têm a esperança e a certeza de que o Arrebatamento pode acontecer a qualquer momento. Por isso, o crente fiel procura viver de maneira “sóbria, justa e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo” (Tt 2.12,13). A certeza e a esperança de que Jesus voltará nos leva a viver como Simeão, um homem justo e temente a Deus que durante anos aguardava a promessa da consolação de Israel (Lc 2.25).
Todos os salvos em Jesus Cristo serão arrebatados e, num piscar de olhos, transformados. Deixaremos o nosso corpo abatido e receberemos um corpo glorioso, imortal e incorruptível semelhante ao corpo de nosso Senhor Jesus Cristo (Fp 3.21).
      2. É a chegada repentina do Noivo. Em continuidade ao sermão profético de Mateus 24, Jesus contou a parábola das Dez Virgens (Mt 25.1-13). O casamento hebreu possuía uma longa celebração, que chegava a durar dias e uma parte importante do cerimonial era a inicial, na qual o noivo, em um cortejo, ia ao encontro da noiva. Segundo Jesus, o noivo tardou a chegar e as damas de honra adormeceram. Porém, as prudentes tinham azeite suficiente para manter suas lamparinas acesas. Sabemos que o azeite é um símbolo do Espírito Santo e a história narrada por Jesus nos mostra que precisamos estar cheios do Espírito, pois só assim conseguiremos aguardar a sua volta de forma prudente e produtiva.
Precisamos estar vigilantes para não sermos dominados pelo sono da indiferença. No Arrebatamento, igual à parábola, haverá um cortejo nupcial, pois o Noivo virá para o encontro, nos ares, com a sua Noiva, a Igreja. Então, todos os crentes fiéis que estiverem vivos nesse dia glorioso serão levados para encontrar com o Senhor nos ares, e assim estaremos reunidos para sempre com Ele (1Ts 4,17).
    3. É a derrota da morte. O apóstolo Paulo, escrevendo aos Coríntios a respeito da ressurreição, afirma que a morte será tragada na vitória (1 Co 15.54). A vitória sobre a morte acontecerá simultaneamente com a redenção dos justos que morreram desde Abel pois a morte será derrotada com efeito retroativo, e até o mais novo convertido, naquele momento, será transformado e receberá um corpo incorruptível (2 Co 5.4).
 
 III – AGUARDANDO O ARREBATAMENTO
    1. Jesus virá. Precisamos compreender que a segunda vinda de Jesus acontecerá em duas etapas distintas: na primeira ocorrerá o Arrebatamento da Igreja e Cristo voltará de forma invisível nas nuvens; os ímpios não o verão. O Senhor, em um abrir e fechar de olhos, numa piscadela, arrebatará para si todos os que receberam Jesus Cristo mediante a fé. A segunda etapa acontecerá no fim da Grande Tribulação e dessa vez todos verão a Cristo acompanhado dos crentes que foram arrebatados. Na segunda etapa, Jesus salvará e restaurará o povo de Israel. Ele também destruirá o Anticristo e governará a Terra por mil anos.
    2. Permaneça fiel ao Senhor (Mt 24.45-51). No seu sermão profético, Jesus se utilizou de uma parábola para ensinar sobre estar vigilante quanto à sua volta. O Mestre contou a história de dois servos: Um fiel e prudente e outro mau. O servo mau pensou que o seu senhor demoraria a voltar. Então, se descuidou e começou a agir de forma insensata. Precisamos estar vigilantes e jamais perdermos a sobriedade e a sensatez na nossa caminhada cristã. Temos de viver crendo que o nosso Senhor não tardará a voltar e que teremos de prestar contas com Ele das nossas ações.
    3. Utilize os seus dons e talentos para a glória de Deus (Mt 25.1-13). No sermão profético de Jesus o Mestre fez uso de uma trilogia de parábolas: a parábola dos Dois Servos, das Dez Virgens e dos Dez Talentos. Jesus conclui o sermão contando a história de três homens que receberam de seu senhor dinheiro (talentos) para investir.
O senhor deu os talentos a todos e depois se ausentou, indo para um lugar distante. Dois servos, enquanto esperavam seu senhor, investiram os talentos que receberam, mas um deles enterrou o talento recebido. Como muitos de nós, ele dormiu o sono da indiferença. Não enterre os seus dons e talentos, seja produtivo e utilize-os enquanto ainda há tempo.
 
SUBSÍDIO
“O Que Significa Arrebatamento
A palavra ‘arrebatamento’ vem da palavra latina raptus, que as Bíblias latinas trazem como a palavra grega harpazo, usada catorze vezes no Novo Testamento. A ideia básica é ‘remover ou arrebatar repentinamente. É uma palavra usada pelos escritores do Novo Testamento em referência a roubo ou saque (Mt 11.12; 12.29) ou remoção (Jo 6.15: At 8.39; Jo 10.12,28,29).
O Novo Testamento emprega um terceiro uso, cujo enfoque aponta para o fato de sermos levados para o céu. A palavra descreve a experiência do ‘terceiro céu’ de Paulo (2 Co 12.2,4) e a ascensão de Cristo ao céu (Ap 12 5). Obviamente, harpazo é a palavra perfeita para descrever Deus repentinamente tomando a Igreja da Terra e levando para o Céu na primeira parte da segunda vinda de Cristo.
O Arrebatamento é frequentemente referido como ‘a bem-aventurada esperança’ (Tt 2.13), porque concede segurança aos crentes que estão preocupados com a Tribulação, e oferece consolação aos que anseiam reunir-se com seus entes queridos que partiram, compartilhando a mesma fé em Cristo” (LAHAYE, Tim (Ed ). Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, p. 83).
 
CONCLUSÃO
As profecias sobre o Arrebatamento são infalíveis, coerentes, consoladoras, e devem produzir em nós a expectativa de que Cristo pode voltar a qualquer momento, inclusive hoje. Entretanto, enquanto o Senhor não vem, devemos trabalhar de forma incansável, olhando para os campos que já estão brancos para a ceifa.
 
HORA DA REVISÃO
 
1. Qual a palavra grega para Arrebatamento e qual o seu significado?
A palavra grega para arrebatamento é harpazo e significa “retirada brusca”.
 
2. O que é o Arrebatamento?
O Arrebatamento nada mais é do que uma retirada sobrenatural e rápida da Igreja do Senhor da Terra, culminado com o encontro com Jesus nos ares.
 
3. Quando se dará o Arrebatamento?
A Palavra de Deus afirma que ‘daquele Dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai” (Mc 13.22).
 
4. Quais são as duas fases da volta de Jesus?
Na primeira fase ocorrerá o Arrebatamento da Igreja e Cristo voltará de forma invisível nas nuvens; os ímpios não o verão. A segunda etapa acontecerá no fim da Grande Tribulação e dessa vez todos verão a Cristo acompanhado dos crentes que foram arrebatados.
 
5. Quais são as três parábolas que Jesus utilizou no sermão profético iniciado em Mateus 24?
O Senhor usou a parábola dos dois servos, das dez virgens e dos dez talentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *