O sentido aqui invocado, deve ser o mesmo de “ raça” ,
“ espécie” , “ família” . Tal expressão de Jesus assegura a
continuidade de Israel, como nação, até a volta de Cristo
com poder e grande glória, mas sua identidade como raça e
como nação continuará até aquele acontecimento. Paulo
declara exatamente isso em Romanos 11.25 e ss. Outros,
porém, tem em mente que Jesus ao se referir a “ esta geração”
(hê genea hautê), queria dizer “ esta geração de homens”
, e assim, segundo este critério de interpretação,
aquela “ geração” , durou exatamente 40 anos, pois no ano
de 70 d.C. todos que ouviram isto, com exceção dos discí-
pulos, pereceram.
Porém, é evidente que, na passagem de Apocalipse
1.7, esta forma de interpretação não se harmoniza com a
tese e argumento principal e, sim, diz respeito claramente
a Israel na presente era, pois os que crucificaram Jesus no
sentido literal^.estão mortos há quase dois mil anos.
No início deste capítulo, falamos que em certo sentido
“ geração” se aplica também aos “ homens de uma época”
ou a um grupo específico em qualquer tempo ou época, tais
como:
a. Os gentios. “ Depois disse o Senhor a Noé: Entra tu
e toda a tua casa na arca, porque te hei visto justo diante
de mim nesta geração” (Gn 7.1). Os gentios, quanto à sua
wigem, vieram de Adão e a sua liderança natural está ne33
le. Quanto ao seu estado no período de Adão a Cristo, ficaram
sob a multiforme acusação: “ …estáveis sem Cristo,
separados da comunidade de Israel, e estranhos aos concertos
da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no
mundo” (Ef 2.12b). Portanto, os gentios eram uma “ geração”
sem Deus e sem esperança.(15)
b. Os judeus. “ Em verdade vos digo que não passará
esta geração sem que todas estas coisas aconteçam” (Mt
24.34). Com a chamada de Abraão e tudo o que o Senhor
operou nele, deu-se início a uma nova raça ou nova geração,
a qual sob alianças e promessas divinas inalteráveis,
continuará para sempre. Portanto, Israel é uma geração a
parte dos demais povos ou nações. Isto é, trata-se de um
povo escolhido como alvo das promessas e conceitos de
Deus até a consumação.
c. Os cristãos. “ Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio
real, a nação santa…” (1 Pd 2.9a). Um grande conjunto
das Escrituras declaram direta ou indiretamente que
a atual disposição foi predita e intercalada, e nela uma
nova humanidade aparece sobre a terra como a cerca de
2000 anos a.C. aparece na nova ordem do tempo a nação de
Israel, tendo como ponto de partida o patriarca Abraão
(Gn 12.1 e ss).
Os gentios partindo de Adão, formavam uma nova geração,
pois Deus havia também criado outros seres racionais
(os anjos) no Universo.
Os judeus, partindo de Abraão, davam agora início a
uma nova geração que, foi denominada por Deus como
sendo “ santa” (Êx 19.6).
Os cristãos partindo de Cristo, formam agora a “ nação
santa” (1 Pd 2.9 etc).

fonte: Ecatologia Severino Pedro da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *