A mensagem que o Senhor Jesus pregava era recebida do Pai. E Ele
apenas expunha a Palavra de Deus (Jo 17.3-8; Mt 5.1-12), falando com
autoridade (Mt 7.29). O Senhor priorizava a verdade, e não o que agradava
os ouvintes (Mt 7.3-5,13,14; Jo 6.60-69; Mt 23). Ele também pregava com
poder (Jo 1.14; Lc 4.18), pois era cheio do Espírito Santo (Lc 4.1; Mt 4.1), e
tinha discernimento (Mt 16.21-23) e sabedoria do alto (Mt 22.15-22; 21.23-
27). Não leia este parágrafo de maneira desatenta ou desapercebida, por
favor. Confira as passagens bíblicas. Ou você não deseja aprender com o
Pregador-modelo?
Se desejarmos agradar a Deus como pregadores, não temos outra
alternativa, a não ser imitar ao Senhor Jesus, como Paulo recomendou, em 1
Coríntios 11.1. E fazer isso implica: Pregar sempre a mensagem recebida de
Deus. E não a que achamos mais conveniente (1 Co 11.23). O que você tem
pregado?
Se tem compromisso com Cristo, abandone essas mensagens de autoajuda!
Falar com autoridade. Você sabe o que é autoridade? Não, não é gritar
nem apontar o dedo, tampouco bater na mesa. Isso é autoritarismo. Confira
nas seguintes referências o que é autoridade (Tt 2.15; 1 Tm 3.7; Rm 2.21,22;
At 4.31; 1 Rs 17.1; 22.28).
Priorizar a verdade. Mesmo que esta não agrade os ouvintes (Dt
18.20; Tt 2.1; Ez 2; 33.8). Se você ainda não entendeu o que significa falar a
verdade, haja o que houver, leia de novo o capítulo Procuram-se Pregadores
como Estêvão. O expoente que segue ao Pregador-modelo não tem para
onde correr. Fale a verdade, gostem ou não gostem de ouvi-la (2 Tm 4.1-5;
Êx 32.19-24; Jo 3.1-5). Pregue-a, contudo, à semelhança do Mestre e dos
apóstolos, com poder (At 4.33; Mc 3.13-15; 1 Co 2.1,2).
Ser cheio do Espírito Santo. O que é ser cheio do Espírito Santo? É ser
possuído (Ef 5.18), além de controlado, guiado (At 8.26-40; 16.5-9) e
impulsionado por Ele (Jz 6.34; 15.14; Lc 1.41,42; At 6.5-8).
Ter discernimento pela Palavra. O que será de um pregador que não
possui discernimento? Mas, para isso, temos de ser espirituais (1 Co 2.14-
16) e amantes da Palavra de Deus (Hb 5.12-14).
Agir com sabedoria vinda de Deus. Os pregadores que seguem ao
Senhor Jesus não podem abrir mão da sabedoria do alto, pois são muitas as
circunstâncias em que dela necessitarão.
Busquemo-la, pois, em oração e meditação na Palavra (Tg 1.5,6; Jr
8.9).

 

fonte: Mais Erros que os Pregadores Devem Evitar – Ciro Sanches Zibordi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *