Textos:

  • Mateus 2:1-12
  • Gênesis 12:1-3; 15:1-6

 

Idéia Central:

  • Todo crente deve ser um instrumento de Deus para levar os ímpios até Jesus Cristo.




 

Resumo:

Abraão era amigo de Deus. O Senhor já havia se manifestado teofânicamente a muitos homens, mas à Abraão Ele veio na trindade, como Pai, Filho e Espírito Santo (Gn. 18:1ss). Deus viu que Abraão era um homem digno de confiança, pois não fez aliança com o rei de Sodoma, mas ofereceu o Dízimo à Melquisedeque, o Rei de Salém. Salém significa PAZ e é o nome antigo de Jerusalém, após Davi tomar a terra dos jebuseus (JEBUS) e transformá-la em Jerusalém, ou: LUGAR DE PAZ.

Deus chama Abraão para fora da sua tenda e lhe mostra o céu. Isso significava que as bênçãos de Abraão seriam celestiais, viriam do alto! Deus pede à ele para contar as estrelas. Proféticamente Deus começa a mostrar cada uma das pessoas que seriam seus descendentes, mesmo a milhares de anos na frente. Era a promessa do Senhor.

– Abraão, estes serão os “crentes estrela”!

No livro de Mateus, nos conta a história dos magos (ou astrólogos) que moravam no Oriente, mais precisamente na Pérsia, hoje Irã. Não é preciso ir muito longe no estudo minuncioso das Escrituras Sagradas para saber que esses magos eram filhos de Abraão com suas concumbinas, depois da morte de Sara, enquanto ele já era casado com Quetura, e foram enviados – em Gênesis 25:6 – para o Oriente, mas precisamente para a Arábia e Pérsia, para que ficassem longe de seu filho Isaque, estabelecendo assim o status singular que este tinha como o filho da promessa.

Estes “magos”, do grego “magoi” e do hebreico “Rab Mag”, significa sábio, adivinho, vidente, intérprete de sonhos, adivinhadores, feiticeiros eram pessoas distantes de Deus. Não havia quem os guiasse até o Salvador. Eles sabiam da existência de um messias, de um Deus. Todos os ímpios sabem, mas não havia quem os levasse até esse Deus e seu Filho Salvador.

Entra em cena a estrela que os guiou. É um simbolismo da função de nós, evangélicos, em BUSCAR os perdidos e TRAZÊ-LOS até Jesus!

Eles viram a estrela no Oriente, e isso nos mostra que a estrela era ocidental, pois eles eram orientais. O Brasil e a Argentina são países ocidentais e nós somos estas estrelas que um dia o Senhor Deus mostrou à Abraão, nosso pai.

Nós somos as estrelas ocidentais, que são vistas no oriente. Estamos na berlinda do mundo, somos acontecimento, somos o CELEIRO MUNDIAL DE MISSÕES. Devemos brilhar a LUZ DO SENHOR, sermos cheios da glória do Pai, do Filho e do Espírito Santo, para que possamos ser LUZ NAS TREVAS. Sim! Somos luz, e não apenas refletimos a Luz do Senhor!

Depois que os magos tiveram um encontro com o Senhor Jesus Cristo, suas vidas mudaram completamente e eles não voltaram mais pelo mesmo caminho. Deus apareceu à eles em sonho e os protegeu. Seus caminhos mudaram, seus passos não seriam mais os mesmos. O simples fato de haverem chegado AO SENHOR JESUS já lhes possibilitou receber a visitação de Deus a noite, em seus sonhos!!

 

SEJAMOS AS ESTRELAS QUE LEVAM OS ÍMPIOS AO SENHOR JESUS!!

 

FONTE : 80 ESBOÇO DE PREGAÇAO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *